Seguidores

sábado, 29 de agosto de 2009

A Igrela da Penha


Frontispício da Igreja da Penha.

Passo sempre pela Penha a caminho de minha casa, ainda em construção ,e sempre entro na Igreja para uma oração. Restaurada a poucos anos, a igrejinha é zelada pela comunidade que a mantém limpa e ornada com flores. As missas acontecem as terças feiras, 18:00 horas, com o recinto sempre cheio de fiéis. A secular igreja resiste ao tempo.Em seu entorno, encontros, conversas de amigos, além da presença pontual das pitorescas personagens daquele bairro.


Interior da igreja, ao fundo o altar.

O interior da igreja, simples mas de uma paz que não tem tamanho, onde pode se sentir o verdadeiro conforto para o espírito. Durante o dia, senhoras em oração, visitantes agradecendo graças alcançadas, outros, aflitos, a pedir aos santos de devoção a intermediação para a solução de seus problemas, mas todos no exercício da fé.


Imagem de Santo Antônio.

Santo Antônio, o santo padroeiro, tem seus festejos com missas, orações, levantamento de mastro com os devotos cantando o "Bambêia", cântico tradicional da festa mantido por famílias de geração em geração e muito lindo de se ver.E este ano a festa contou com o retorno da "barraquinha" para a alegria não só da comunidade da Penha, como de toda Pitangui, que compareceu em peso para pretigiar esta festa tão tradicional agora resgatada. Preservar tradições é preservar a história.

4 comentários:

  1. Justíssima homenagem ao lugar da minha fé e reflexão(e de muitos outros). Bairro da Penha, onde Pitangui começou a existir!

    ResponderExcluir
  2. Pois é... podemos considerar a Penha como o Marco zero da cidade.

    ResponderExcluir
  3. fernando diego beijamin de padua ratessábado, fevereiro 06, 2010 5:28:00 AM

    Bairro da penha, o inicio da historio,de muitas conquistas.lugarzinho bom de viver,muitas reservas..

    ResponderExcluir
  4. Olá Fernando,
    seja bem-vindo ao blog.
    Concordo com você,a Penha é um ótimo lugar para se viver, mas tá precisando de mais atenção dos gestores públicos, principalmente o bairro D. Judith.A natureza na região é exuberante.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.