Seguidores

sábado, 26 de setembro de 2009

BENDITA a voz entre as mulheres



Foi ontem, o tempo ajudou, o ônibus quebrou, o espetáculo atrasou, mas no final o resultado foi gratificante. Me refiro à apresentação do "Grupo do Beco" em Pitangui, encenando a peça "BENDITA a voz entre as mulheres". A noite estava bonita, com um céu estrelado, temperatura agradável, quando chegamos na quadra do CEPFS. A trupe ainda montava o cenário minutos antes das 20:00 h., um imprevisto na estrada os impediu de chegarem mais cedo,coisas da vida mambembe. Mas o espetáculo não pode parar,né? Corre daqui, corre dali, conecta plug, carrega biombo, prepara o guarda-roupas, verifica a luz, ufa... e o povo chegando com aquele conhecido ar desconfiado do interior de Minas Gerais, "afinal, esse tal de teatro é novidade pra nós,némêsss?" O certo é que o cenário foi montado e ficou bonito, faltava os últimos acertos no som, então rola Cartola e a poesia do morro.


Fotos: Licínio Filho

Está quase na hora do início do espetáculo, quando vem chegando o Dênio, faço um sinal e ele vem pra perto de nós, trocamos cordialidades, papo vai, papo vem, algumas cadeiras são colocadas próximas ao "tablado" improvisado. Diante da esitação dos demais, nos acomodamos para assistirmos de posição privilegiada ao espetáculo.

Dênio, Licínio & Rosenice

Um dos atores entra para anunciar o espetáculo, se desculpar pelo atraso, anunciar patrocinadores entre outras formalidades. O burburinho nas arquibancadas vai diminuindo até que... começa a peça.


A vida ganha os becos de uma comunidade, com seus personagens típicos, o vai-e-vem de seus moradores a circular com suas angústias e sonhos.


Bom dia Sô Fulano! Como vai Dona Maria?
Até parece singela aquela triste rotina.

E a trama ia transcorrendo...

dramática...

cômica...

envolvente.

O universo feminino sob a ótica das mulheres do povo, a outra face do Brasil marcada pela exclusão social, a violência urbana, os conflitos familiares, a roda viva a nos levar. Belo espetáculo, maravilhosas atuações que sensibilizaram muitos que ali estiveram. As lágrimas nos olhos de alguns presentes demostraram que o artista cumpriu seu papel: emocionar a platéia. Parabéns a todos do "Grupo do Beco", esperamos que a passagem de vocês por Pitangui desperte um outro olhar para a cultura em nossa cidade.

Entre sorrisos e lágrimas






Todas as fotos desta postagem são creditadas a Licínio Filho

6 comentários:

  1. Muito bacana a postagem Licínio! As fotos e a sua narrativa permitem assistir ao espetáculo, mesmo à distância.
    Um evento a altura de Pitangui!

    ResponderExcluir
  2. Foi muito legal mesmo Léo,criei até um link do blog do Grupo do Beco por aqui para quem quiser saber mais sobre eles.
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. é o registro de um evento que consideramos muito baccana, merecendo uma postagem deste nível.

    ResponderExcluir
  4. Bela postagem, Licínio. Também elogiei sua narrativa enquanto lia. Contou a história muito bem. Parabéns!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.