Seguidores

domingo, 10 de janeiro de 2010

Cinema em Pitangui na década de 1950

A amiga Edilma Aguiar enviou-me este material apresentando a programaçao do Cine Pitangui na década de 1950. Pelo que mostra o documento, a programação era bastante variada e garantia o lazer da população no decorrer da semana.
Obrigado Edilma, por mais esta valiosa colaboração.

Em conversa, via internet, com Léo Morato, o pitanguiense William Santiago revelou ter sido ele quem disponibilizou na grande rede esta programação. Fica aí o registro.

Click na imagem abaixo para ampliá-la.



Encontrei no You Tube trechos de alguns dos filmes
anunciados no programa do Cine Pitangui.Veja abaixo:

Champagne para César (1950)



Lua Prateada (1953)



Flash Gordon no planeta Marte (1936)

Flash (buster Crabbe), Dale (Jean Rogers), e Dr. Zarkov retornavam de suas antigas aventuras no espaço para descobrir que seu arquiinimigo, o imperador Ming (Charles Middleton), tem uma nova e mortal arma: um raio devastador que atravessa o espaço para destruir a Terra. A única esperança para nosso planeta é que nossos quatro heróis maius uma vezm levantem vôo em sua nave para ir até Marte destruir a fonte de energia do raio. Mas lá eles ainda encontrarão mais uma inimiga para enfrentar: a Rainha Azura, que transforma seus adversários em homens de lama.


Informações Técnicas
Título no Brasil: Flash Gordon no Planet Marte
Título Original: Flash Gordon
País de Origem: EUA
Gênero: Aventura
Tempo de Duração: 198 minutos
Ano de Lançamento: 1936
Site Oficial:
Estúdio/Distrib.: Classic Line
Direção: Frederick Stephani / Ray Taylor






A Tortura do Silêncio (1953)

Em A Tortura do Silêncio, obra-prima de Alfred Hitchcock, o padre Michael Logan (Montgomery Clift), aparentemente um modelo da piedade religiosa, ouve a confissão de um assassino. Testemunhar o ocorrido a partir do ponto de vista do matador e as normas da igreja impedem Logan de falar - mesmo que seja em sua própria defesa - quando evidências circunstanciais apontam o padre como o principal suspeito! Anne Baxter e Karl Malden - dois ganhadores de Oscar® - co-estrelam o filme nos papéis de uma antiga paixão de Logan e do inspetor de polícia que parece ajudá-lo, apenas para tentar prendê-lo. Filmado em locações no Quebec, A Tortura do Silêncio conduz o espectador para um clímax inesquecível. E numa verdadeira tradição hitchcockiana, todos confessarão ter visto tudo, do começo ao fim.

Fonte: 70 anos de cinema

Informações Técnicas
Título no Brasil: A Tortura do Silêncio
Título Original: I Confess
País de Origem: EUA
Gênero: Policial
Tempo de Duração: 95 minutos
Ano de Lançamento: 1953
Site Oficial:
Estúdio/Distrib.: Warner Home Video
Direção: Alfred Hitchcock


Elenco
Montgomery Clift ... Fr. Michael William Logan
Anne Baxter ... Ruth Grandfort



4 comentários:

  1. Muito bacana a postagem Licínio! Resgatando os acontecimentos de uma época. Abração.

    ResponderExcluir
  2. Mandou muito bem nesta postagem, Licínio. Os filmes são todos clássicos. A tortura do Silêncio, do mestre Hitchcock, é um filme raro, que até muitos aficcionados desconhecem. Flash Gordon também é muito legal. Lembrei do som homônimo do Queen. Vamos marcar com o Leozera pra gente tomar uma cerveja. Gostaria de lhe presentear com uma cópia do meu documentário "Ouro de Sangue". Valeu. Um abraço do tamanho de Minas.
    Sandro Neiva
    www.pervitinfilmes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Léo,
    a Edilma Aguiar me mandou este material e ao lê-lo imaginei uma postagem com fragmentos dos filmes, pena que só consegui de alguns.
    Abração.

    ResponderExcluir
  4. Olá Sandro,
    eu me surpreendi com esta programação ao ver que "A Tortura do Silêncio" estava incluída. Tive a oportunidade de assistí-lo, é um filme maravilhoso, Montgomery Clift está muito bem, além de ser dirigido pelo mestre Hicthcock.
    Flash Gordon também é um clássico imperdível.O Queen fez um belíssimo trabalho inspirado nesta obra.
    Cara vai ser um prazer tomar uma brejas geladas com vc e Léo. Vou fiar muito feliz em receber um exemplar de seu curta metragem. Ficarei aguardando,hein?
    Valeu pela prosa amigo.
    Abração.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.