Seguidores

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Homenagem ao Zé Lacerda

A postagem de hoje é dedicada ao Sr. José Torres de Lacerda, o Zé Lacerda, como é popularmente conhecido em Pitangui. Filho de um modesto servidor público,quando criança Zé Lacerda se mostrou um empreendedor. Começando a trabalhar aos 7 anos como engraxate e depois jornaleiro, aos 12 anos comprava ovos e aves para negociá-las em Belo Horizonte. Ainda jovem se tornou representante comercial de importantes empresas na região de Pitangui. Sua capacidade empreendedora o fez um bem sucedido empresário.



Também trabalhou no Departamento de Correios em Pitangui como carteiro chegando a ocupar o cargo de gerente da Agência Postal da cidade. Por determinação da diretoria regional passou a atuar na inspeção das agências dos correios.


Mas, talvez Zé Lacerda tenha ficado popularmente conhecido por sua atuação como locutor, animador e promotor dos principais eventos de Pitangui e região por mais de 40 anos, inclusive nas inesquesíveis e animadíssimas barraquinhas e quermesses, além de showmícios.


Ingressando na vida pública exerceu por dois mandatos o cargo de Secretário e Presidente do legislativo pitanguiense. Formou-se em Direito pela FADOM.



Participou como delegado de Pitangui ao Colégio Eleitoral para a escolha do governador e Senador de Minas Gerais durante a Ditadura Militar.


Zé Lacerda (direita) aperta a mão de Aureliano Chaves

Zé Lacerda casou-se com a Sra. Maria José Saldanha Lacerda, com quem teve 5 filhos. Seus filhos lhe deram 7 netos. Sempre com marcante atuação na vida pública e social de Pitangui e região, Zé Lacerda, com sua simpatia cativante tem sua história registrada em nosso blog. Fica aqui nosso reconhecimento a este cidadão pitanguiense.
Agradecemos à família do Zé Lacerda, em especial a sua filha Kênia e ao seu neto Renato por gentilmente cederem o material biográfico e fotográfico para esta postagem.

4 comentários:

  1. Professor, justíssima homenagem ao Zé Lacerda! Na minha adolescência em Pitangui, presenciei algumas de suas locuções que davam um toque especial à Barraquinha de N.S.P.
    Bela postagem!

    ResponderExcluir
  2. O Zé Lacerda merece nossa homenagem, com esta postagem buscamos reconhecer sua contribuição para o município.

    ResponderExcluir
  3. Zé Lacerda foi meu primeiro patrâo. Com o salário do trabalho na banca de revistas da esquina da Rua do Pilar com Pe. Belchior comprei com meu dinheirinho meu primeiro par de sandálias, Havaianas eram, que estreei num dia de chuva. Gente fina, figura sem jaça, como costumava dizer em tom de brincadeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente uma pessoa que merece nossa admiração. O depoimento dele sobre o seu pai, no documentário "Tecendo Memórias" é muito bacana.

      Excluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.