Seguidores

domingo, 15 de agosto de 2010

Bolinhos da D.Maria Berenice de Onça de Pitangui


Cozinheira experiente, sabe que o trunfo está na qualidade dos alimentos e no tempero inconfundível. Com muita fé nesse mandamento e com sua simplicidade cativante, Maria Berenice da Silva, a dona Fia, não pisa em falso e sempre cativa mais um admirador para seus salgadinhos. Nada de muito sofisticado ou complicado, é bom saber. São os tradicionais enroladinhos de presunto e mussarela e as coxinhas de galinha, tudo feito com capricho e delicadeza para ninguém botar defeito. Trabalhando há 23 anos na churrascaria do Geraldo em Onça de Pitangui, a 144 quilômetros de Belo Horizonte, ela ainda arranja tempo para cuidar da família e da cozinha. “A gente faz os salgados por precisão e acaba tomando gosto”, diz dona Fia, enquanto prepara os enroladinhos para mais uma entrega e também para deleite do marido, dos sete filhos e dos seis netos. Seguindo as leis culinárias, que mandam economizar sempre que possível, ela se vale de temperos da horta, como cebolinha e salsa, para dar o seu toque pessoal. Dá gosto ver o carinho de dona Fia, a massa caseira elaborada sem aditivos químicos ou invenções mirabolantes. Com humildade, ela oferece um pratinho aos viajantes, que agradecem e devoram os salgados em minutos, bem debaixo do abacateiro plantado, que reina na porta da cozinha.


Ingredientes :

Para a massa :

800 g de farinha de trigo, 2 tabletes de caldo de galinha, 2 colheres (sopa) rasas de margarina, 1 colher (sopa) rasa de sal, 4 copos de água, Farinha de pão e Leite


Para o recheio :

300 g de presunto ralado, 300 g de mussarela ralada, 1 kg de filé de frango cozido, 1 kg de batata cozida e amassada, alho e sal a gosto, 1 molho de cebolinha, 1 molho de salsinha, 1 cebola ralada, 2 colheres (sopa) de extrato de tomate, Pimenta-malagueta (opcional)

Como fazer Enroladinho :

A massa :

Num tacho, pôr para ferver a água, o caldo de galinha, o sal e a margarina. Ao levantar fervura, despejar a farinha de trigo e mexer até obter o ponto – quando a mistura se soltar do fundo da panela. Pôr a massa sobre uma superfície lisa e passar o rolo de pastel. Fazer tiras bem finas, com 7 cm de largura e 10 cm de comprimento. Pôr o recheio e enrolar, passando a espátula para tirar o excesso de massa. Fechar as laterais com as mãos. Passar no leite e na farinha de pão. Fritar em gordura bem quente. CoxinhaA coxinha usa a mesma massa do enroladinho, o que muda é o recheio.

Recheio :

Triturar o frango (cozido) no multiprocessador. Refogá-lo, em pouco óleo, com batata, tempero, extrato de tomate e cebola ralada. Fazer uma bolinha com a massa e abri-la, numa superfície lisa, com um rolo. Com essa massa, de formato arredondado, na palma da mão, pôr uma colher (de chá) de recheio no meio e fechar as bordas, formando o biquinho. Fritar em gordura bem quente.



Fonte : Jornal Estado de Minas - Sabores de Minas/Roteiros Gastronômicos Cidades Históricas

Receitas fornecidas por Maria Berenice da Silva,de Onça de Pitangui (37-3273-1174)

3 comentários:

  1. Esse bolinho acompanhado de breja gelada deve ficar bom pra caramba...rsrsrsrs...

    ResponderExcluir
  2. Nossa, deu água na boca esses bolinhos....
    Stefania

    ResponderExcluir
  3. Esse negócio tá caprichado heim Dênio. Vendo a "cara" do bolinho seguido de uma história dessa, o apatite desperta na hora! Temos que ir conferir essa especialidade!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.