Seguidores

sábado, 11 de setembro de 2010

Homero Valadares

Aproveitando a data de hoje, gostaríamos de homenagear esse grande pitanguiense que está completando 80 primaveras bem aproveitadas. Ele chega aos 80 mas com o pique de um jovem de 20 !!!!!

HOMERO VALADARES

Filho de D.Zulmira Valadares e Waldemar Caricati, nasceu em 11 de setembro de 1930 em Belo Horizonte e imediatamente veio para Pitangui. Aos 3 anos, já órfão de seus pais, foi morar com sua tia em Belo Horizonte. Voltou para Pitangui em 1950.

Com Maria Beatriz Valadares sua tia/tutora e sua babá

menino Homero

servindo ao exército em 1948 (CPOR)

Quando saiu do exército, em 1949, Homero trabalhou na campanha para a presidência da república do candidato Cristiano Machado, então concorrente de Getúlio Vargas que ganhou a eleição. Voltou para Pitangui em 1950 e logo conheceu D.Lourdes Nunes, com quem se casou em outubro de 1951. Da união Nunes Valadares, nasceram Marco Aurélio, Jussara, Carlos Alberto, Sílvio Romero, Paulo Roberto e Homero Júnior. Netos : Kássia, Sílvia, Antônio Augusto (Jussara) e Letícia (Paulo Roberto). Bisneta : Júlia (Kássia).

D.Lourdes e os filhos (faltando um deles)


Jussara e Sílvia


Toinzinho e Marco Aurélio


Antônio Augusto e Juninho

Carlinho, Kássia e Homero

Toinzinho e Paulo Roberto




Letícia e Júlia

De 1951 a 1955 trabalhou na Cia Tecidos Pitanguiense. De 1955 a 1957 trabalhou como vendedor do Sr.Esperidião Cecin. De 1957 a 1968 foi inspetor de seguros. Em 1969 trabalhou na campanha do candidato a prefeito de Pitangui, Antônio dos Santos. De 1970 a 1986 trabalhou na Minas Caixa como sub-gerente da agência Pitangui. Aposentou pela Minas Caixa em 1986 e no mesmo ano tabalhou na Candidatura de Newton Cardoso para o governo do estado de Minas Gerais, na região de Juiz de Fora.
Discursando na presença de Gustavo Capanema em Pitangui
Padre João, Padre Guerino, Maurício, Homero Valadares
Em 1987 voltou à Minas Caixa. Em 1988 foi transferido para a diretoria da FEBEM. De 1989 a 1991 foi diretor Prevcaixa, hoje atual Prevminas. O Homero foi um guerreiro na aplicação de políticas públicas em Pitangui, no seu tempo de Minas Caixa. Quem não recorda da voz empostada do Homero, nas festas religiosas, nos encontros políticos, nos bailes, etc... ?
"Ufa, agora chega ... ", disse o Homero !!!!!

D.Lourdes e Homero

Depois de tanta correria, muito trabalho e de muita pescaria, mundo afora, hoje o Homero e a D.Lourdes, vivem na tranquila cidade vizinha de Onça de Pitangui. Hoje a preocupação do dele é fazer a sua caminhada matinal diária, cuidar da horta que está fazendo no seu quintal e nos finais de semana preparar aquele quibe cru e ficar à espera dos filhos, netos e amigos para a visita. Apesar da sua paixão pela Velha Serrana, Homero vem umas duas vezes ao mês para rever os amigos e colocar as prosas em dia.

Desde já fica aqui o nosso abraço cordial ao grande amigo Homero e sua família.

5 comentários:

  1. Que lindaaa a homenagem.. mais do que merecida... PARABÉNS "Seu Homero" ! Parabéns Dênio!!

    ResponderExcluir
  2. Belo post. Dênio! Um dia desse bati um papo muito agradável com o sr. Homero, lá na lanchonete do Cézar. Grande pessoa. Parabéns Sr. Homero!

    ResponderExcluir
  3. Dênio,
    muito bacana a postagem.
    Parabéns ao Sr. Homero e muitas felicidades!
    Abraço paras os filhos do Sr. Homero também.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns ao Sr.Homero
    Parabéns também ao blog pela lembrança e pelo trabalho feito em prol de Pitangui

    ResponderExcluir
  5. é isto castroalves...landinha e trolândia de primeira categor

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.