Seguidores

domingo, 7 de setembro de 2014

Padre Belchior e a Independência do Brasil


Hoje estamos repostando uma matéria que publicada em 2010. A comemoração do 7 de setembro, a mais importante data cívica de nosso país parece que está caindo no esquecimento, pelo menos, em Pitangui.



“Há controvérsias sobre a famosa frase “Independência ou morte” que Dom Pedro teria dito às margens do Ipiranga. De acordo com uma testemunha do acontecimento, o padre Belchior Pinheiro de Oliveira, o príncipe jamais a proferiu. Em sua versão, o episódio foi muito menos glamouroso do que registrou a história oficial.

Segundo o padre, Dom Pedro voltava de São Paulo para a Corte montado numa mula - e não no garboso corcel do quadro de Pedro Américo -, atormentado por di­senteria e dores, quando recebeu a correspondência vinda de Lisboa.Ao tomar ciência de seu conteúdo, atirou os papéis no chão e os pisoteou. Depois, recompôs a farda e dirigiu-se lenta­mente à estrada onde estacionara sua comitiva.

Parou repentinamente e disse a Belchior: "Nada mais quero do governo português e proclamo o Brasil para sempre separa­do de Portugal!” Arrancou então do chapéu, o laço azul e branco que simbolizava o governo português e jogou-o fora, dizendo em seguida: "Pelo meu sangue, pela minha honra, pelo meu Deus, juro fazer a liberdade do Brasil.”



(Adaptado de: O que D. Pedro disse realmente às margens do Ipiranga. Nossa História, ano I, n. 7, maio 2004.)



Clique na foto abaixo para saber mais sobre o Padre Belchior

Casarão setecentista onde residiu Padre Belchior
Foto: Licínio filho - outubro 2009






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.