Seguidores

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Doce de laranja da terra em calda

Laranja da terra colhida na Fazenda Santiago,
Pitangui/Minas Gerais.


MODO DE FAZER:
600 g de açúcar cristal, 800 g de laranja da terra (6 laranjas),4 cravos sem a bolinha, [que amarga] canela em pau.Raspe a casca da laranja com ralo de leve. Corte a laranja ao, meio e retirar os gomos, aproveitando apenas as cascas. Coloque-as num tacho com bastante água e cozinhar em fogo forte. Deixar esfriar. Passar as cascas para uma vasilha com água,trocando a água 4 vezes no período de 24 h. Escorrer bem ascascas em uma peneira. Colocar a fruta para aferventar em 2 litros de água por 30minutos. Jogue a água fervida fora. Volte a fruta e cubra comágua quente,cozinhe por 10 minutos em fogo baixo, adicione 600 gde açúcar cristal, os cravos e a canela em pau. Deixar engrossara calda o doce deve ficar meio transparente vidrado.





FONTE:

12 comentários:

  1. Olá tropa de choque de Pitanqui,
    Olhem eu aqui outra vez!
    Leo esse doce não é bom não é ótimo!!!
    Sei fazer, dá um trabalho danado para fazer, mas vale a pena.
    Ainda estou de molho, mas me recuperando. Sou dura na queda.
    Um abraço a todos,
    Dalinha Catunda

    ResponderExcluir
  2. Léo,
    Dona Pena,minha sogra, faz e é uma delícia.

    ResponderExcluir
  3. Oi Dalinha,
    que bom ter notícias de você, estamos torcendo para que você se recupere o mais rápido possível.
    Quer dizer que além de grande cordelista também conhece a arte dos doces,né? Acredito que seu doce também seja muito gostoso.
    Abração.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Olá Sebastião. Seja bem vindo ao blog.
      Deixe seu contato.
      Abraço.

      Excluir
  5. Minha avó se chamava ZITA SANTIAGO e nasceu em Pitangui/MG. Sei que tinha um irmão Beijamin ou Benjamin e que sua mãe era cega. Sei que se casou aos 16 anos com Francisco dos Santos Lattari. O tio possuía um cavalo com arreios de prata. Deve ter nascido por volta de 1910. Se puder orientar minha pesquisa genealógica, p fv email para papalandvl@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vera Lúcia.
      Seja bem-vinda ao blog.
      Conhecemos membros da família Santiago, um deles, que nos é mais próximo, mora em Brasília (trabalha no Itamarati) e passarei seu e-mail para que ele faça contato contigo.Aqui em Pitangui, os Santiago têm raízes na família "Pereira da Fonseca".
      Quanto aos doces, minha mãe também tem essa "mão boa" para fazê-los e também para plantar. O doce caseiro é muito mais saboroso.
      Abraços.

      Excluir
    2. ola Sou da familia Dias SAntiago e estou pesquisando sobre a mesma, gostaria de ter informações sobre essa fazenda, quem foram os primeiros donos tem fotos da fazenda?

      Excluir
  6. Gostaria de fazer contato com algum membro da família Santiago, se houver. Agradeço qualquer ajuda que possa me levar aos nomes dos pais,dos irmãos e à origem deste lado da família do qual, quase nada sei.

    ResponderExcluir
  7. Falando em doces,tb gostaria de comprar. No RJ/RJ só se encontra industrializado e é HORRÍVEL! Minha avó tinha a mão maravilhosa para plantas e doces. Banana,laranja,figo verde,mamão verde espelhado,abóbora e um pudim de mamão... Ah, ela tinha olhos azuis e cabelos castanhos lisos. Se isto ajuda em algo.

    ResponderExcluir
  8. Sou Rogerio Santiago, meu avô Baptista Santiago era de rio Pomba. Sinval Santiago era escritor e nosso ancestral. Familia de origem espanhola, que se misturou com mulheres indias e negras no brasil, mas manteve a pele clara devido à parte portuguesa e espanhola. Cabelos negros, pela muito branca. Quase nenhum olho azul ou verde.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.