Seguidores

terça-feira, 12 de julho de 2011

O centenário de Wilson Rodrigues

Década de 1940.

(Vô Wilson, vó Paulina e os filhos Nazareno, Mª Raimunda, Margarida e Nazaré)


Se estivesse entre nós, Wilson Rodrigues completaria hoje 100 anos. Nascido em Pitangui no dia 12 de julho de 1911 e falecido em 22 de novembro de 2001, aos 90 anos, Wilson Rodrigues da Silva era Filho de Joaquim Francisco da Silva e Rosalina Rodrigues Xavier.


Vô Wilson e vó Paulina - Década de 1950/60.



O "Virso da Rosa" como era conhecido, já trabalhou em diversas atividades em Pitangui, de enfermeiro no posto de saúde (ajudante do Dr. Dito) a pedreiro de "colher cheia". Com simplicidade, disciplina, zelo e amor criou 11 filhos, nascidos do casamento com a D. Paulina da Conceição Marciano.


Wilson, a filha Pilar e alguns netos - 1980.



Além dos 11 rebentos, a família é composta por 29 netos, vários bisnetos, alguns trinetos e diversos genros e noras.


Final da década de 1980.
Wilson e os netos João Vitor e Taíssa.




Vó Paulina - década de 1970.



Com falecimento da vó Paulina em 1/12/1972 Wilson era (e ainda é) o elo da família. Toda vez que íamos à casa do vô, lá estava ele, mexendo no quintal ou sentado à velha poltrana sempre com um sorriso no rosto, alegria no olhar e com um terço às mãos.




Wilson e a irmã Inês - Década de 1990.



Além de ser muito franco, o vô Wilson era hilário. Quando perguntado sobre a soneca diária depois do almoço e sobre o leite que tomava diariamente (um litro) ele dizia: "é prescrição médica". O interessante é que quando o médico determinou que ele fizesse caminhadas e largasse o "pito de palha" (após os 80 anos), ele trocou de médico. Apesar de antigo, Wilson entendia de fotoshop, pois quando um dos filhos lhe mostrou umas fotos que havia feito, ele afirmou " te ajudaram aqui heim!".



Wilson e os filhos nos seus 90 anos -julho de 2001.
Mª Augusta, Zé Maria, Margarida, Joaquim, Mª Raimunda, Wilson, Pilar, Nazareno, Nazaré, Inês, Conceição e Zé Wilson.




Mas a seriedade e fé se manifestavam na hora de ir embora, na hora da benção o vô Wilson dizia: "Vá com Deus, Nossa Senhora e Anjo da Guarda"!
Wilson Rodrigues é descendente do João Xoxo que era descendente do Velho do Taipa (veja a postagens sobre os Xoxos). Foi um homem, simples, trabalhador, honesto, gostava de um carteado nas horas vagas e soube criar os filhos e netos, tornando-nos homens e mulheres de bem.

Lápide. Foto: Leonardo S. Morato.
Demais fotos: álbum de família.


O conselho ensina mas o exemplo convence e arrasta. Fica aqui a nossa homenagem em nome de toda a família Silva ao patriarca que até hoje, o temos como uma referência!

4 comentários:

  1. Muito legal, Léo. 0 Seu relato me fez lembrar da infância e do quanto já me diverti com a peculiaridade de cada um dos vôs e vós. Umas lembranças são mais vívidas, outras precisam ser resgatadas...cada um com sua saudade. Adoro fotos(principalmente antigas) que contam a história da família de uma maneira toda especial. Gostei do relato hilário sobre seu avô, parecia ser uma pessoa muito comunicativa e extrovertida. Parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir
  2. Léo, parabéns pelo resgate. Essa postagem representa muito bem as famílias pitanguienses. Parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
  3. Valeu pessoal! Julgo que essas iniciativas de resgatar as origens e as hiostórias das famílias pitanguienses,divulgadas aqui no blog, mantém vivas as nossas memórias e valorizam a nossa gente.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.