Seguidores

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Escoteiros em Pitangui





Na década de 80, sob a batuta do Tenente Paulo Praxedes, aconteceu em Pitangui o Movimento Escoteiros do Brasil. Boa parte dos jovens pitanguienses da época participaram do Movimento e ainda hoje seguem os princípios do escotismo. A diretoria do grupo, além do Praxedes, era formado também pela D.Iole Malaquiase e pelo Sr.José Emídio.




O Escotismo, fundado por Lorde Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, em 1907, é um movimento mundial, educacional, voluntariado, apartidário, sem fins lucrativos. A sua proposta é o desenvolvimento do jovem, por meio de um sistema de valores que prioriza a honra, baseado na Promessa e na Lei escoteira, e através da prática do trabalho em equipe e da vida ao ar livre, fazer com que o jovem assuma seu próprio crescimento, tornar-se um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina.



A primeira notícia sobre o Escotismo publicada no Brasil foi no dia 1o de dezembro de 1909, no número 13 da revista Ilustração Brasileira editada no Distrito Federal, no Rio de Janeiro, e com circulação nacional. A reportagem tinha o título : Scouts e a Arte de Scrutar; ocupava três páginas e apresentava 7 fotografias. A matéria fora preparada na Inglaterra pelo 1o. Tenente da Marinha de Guerra Eduardo Henrique Weaver, onde se encontrava a serviço. Teve, assim, a oportunidade de presenciar o nascimento do Movimento Escoteiro – Scouting for Boys, criado em 1907 pelo General Inglês Baden-Powell – B. P. Na época, juntamente com o Tenente Weaver, encontrava-se na Inglaterra numeroso contigente de Oficiais e Praças da Marinha – preparava-se para guarnecer os novos navios da esquadra brasileira em construção. Um grupo de suboficiais de entusiasmou com o revolucionário método de educação complementar imaginado por B-P. Entre eles estava o Suboficial Amélio Azevedo Marques que fez com que seu filho Aurélio ingressasse em um dos Grupos Escoteiros locais. Assim, o jovem Aurélio Azevedo Marques foi o primeiro Escoteiro Brasileiro ou, mais precisamente, o primeiro Boy Scout Brasileiro.



A divisão entre os participantes do Movimento se dá através das idades dos membros :


Lobinhos 07 a 10 anos de idade

Escoteiros 11 a 14 anos de idade

Sêniors 15 a 17 anos de idade

Pioneiros de 18 a 21 anos de idade

Bandeirantes as participantes femininas




A promessa escoteira sintetiza o embasamento moral do Movimento Escoteiro. No momento da Promessa, os membros do Movimento comprometem-se voluntariamente a conduzirem-se de acordo com a orientação moral do Movimento, reconhecendo a existência de deveres que têm de ser cumpridos. Os elementos da Promessa Escoteira estão contidos nos Princípios do Movimento Escoteiro.


Sempre alerta !!






Os integrantes do Grupo Escoteiro Padre Belchior junto com Paulo Praxedes, estão organizando um encontro que provavelmente se dará no próximo mês de setembro. Quando for definada a data, postaremos aqui no blog e também acompanharemos o evento in loco.


Quer saber mais a respeito do escotismo no Brasil ? Acesse www.escoteiros.org.br, que foi fonte para esta postagem.




A cópia das fotografias desta postagem, foram feitas no Facebook no Grupo Escoteiro Padre Belchior - l987, autorizado por Paulo Praxedes.


6 comentários:

  1. Bela postagem Dênio,
    tanto pelo resgate histórico do escotismo em Pitangui, como também pelas fotos e a divulgação deste ideário.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. João Henrique Cançado Rodriguesterça-feira, agosto 16, 2011 12:07:00 PM

    Parabéns pelo post Dênio. O escotismo em Pitangui foi um marco na nossa juventude, éramos mais de 50 jovens de 11 a 18 anos que nos encontrávamos em reuniões semanais e acampamentos eventuais. As reuniões eram inicialmente no grupo velho aos sábados e fizemos dois acampamentos, um na fazenda do Sr. Clemente em Onça do Pitangui e outro na região de Papagaios, conhecido como Riacho das Areias. A nossa sede foi por muito tempo na Câmara Municipal. Para mim as lembranças são bem fortes e nítidas. Casos acontecidos nesses anos de Escoteiro vêm aos montes em minha memória, que com certeza serão contados no encontro citado no post. As fotos acima são dos amigos Darlei Silva e Wellerson Faria. Um grande abraço a todos que participaram junto comigo dessa época maravilhosa!

    ResponderExcluir
  3. Valeu Professor !!! Estou em contato com o Praxedes e quero lhe apresenta-lo.

    Fala João Henrique !! Valeu pela presença !!!

    O movimento Escoteiro de Pitangui mobilizou uma geração que tenho certeza, ainda mantêm os princípios do movimento. Na minha família fizeram parte o Ricardo, o Julio e o Daniel, além dos muitos amigos. Onde a juventude pitanguiense atual busca os valores pregados pelo escotismo ? Precisamos de outros Praxedes em Pitangui ... Ou quem sabe do Paulo Praxedes de volta à nossa cidade ?

    Sempre alerta !!!

    ResponderExcluir
  4. Falou certo Denio, precisamos de Paulo Praxedes de volta em nossa cidade, pois é... lembranças como estas, da vontade de voltar ao tempo, e digo mais .. foi uns dos momentos marcantes q passou em minha vida.
    Sempre Alerta.

    ResponderExcluir
  5. Sou Pitanguiense... Por opção! E Pitangui me adotou.
    Sempre acreditei nos ideiais do movimento escoteiro. São valores que, internalizados, nos acompanham por toda a vida, tais como humildade, honestidade, respeito ao próximo e à natureza, generosidade, amizade.. Como isto poderia dar errado?? Na verdade não fui protagonista de nada, apenas um aprendiz juntamente com todos estes jovens.
    À época, Dona Yole e Prof Emídio como também o Presidente da Câmara Tião do Casarão incentivaram a criação do grupo. Foi como juntar "a fome com a vontade de comer", rsrsr.
    Hoje, me preocupo muito sobre as perspectivas de um futuro melhor para nossos jovens e continuo fazendo minha parte para contribuir com um futuro melhor, por menor e mais despercebida que seja é sempre um ganho real em um mundo tão repleto de informações e caminhos, às vezes tortuosos.
    O nosso encontro no próximo dia 10 de setembro será memorável, tenho certeza; e quem sabe a semente do Grupo não germinará novamente? Podem contar comigo!
    Teremos lá o chamado "Fogo do Conselho", um momento mágico onde, ao redor de uma fogueira, passamos nossos valores e visão do mundo. Convido a todos a participarem! Jamais será esquecido!
    Sempre Alerta!

    ResponderExcluir
  6. Excelente post, Dênio! Tenho orgulho de ter feito parte deste movimento. Me lembro do acampamento, das reuniões, dos conhecimentos e valores adquiridos no Escotismo, que levamos por toda a vida. Quanto ao Praxedes, é gente da melhor estirpe, um exemplo para uma geração!!!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.