Seguidores

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Eiras & Beiras

Fotos: Leonardo Morato.

Num giro pela cidade é possível perceber os detalhes da arquitetura pitanguiense, como esses mostrados nas imagens de hoje, ressaltando o bucolismo em cada canto. Ao postar essas imagens me lembrei de um poema de Gabriel Bicalho, que recebeu Menção Honrosa no 1º Poecontos, do Movimento Pitaculta em 1986. Confira abaixo e fique a vontade para reviver as suas lembranças.




- BEIRAL ANTIGO -

I
este
(o poema)
é um velho beiral
de uma casa na infância



II
neste poema
as palavras poisam
como pássaros




III
eis que
de súbito
as aves voam
em revoada



IV
e o poema existe
na lembrança
e encanta
sem dizer nada

2 comentários:

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.