Seguidores

terça-feira, 11 de outubro de 2011

A história da Diocese de Divinópolis

A capa do livro.

Retratos de uma Igreja Jubilar - Pequena Memóia
, esse é o título do livro que conta a história da Diocese de Divinópolis, da qual a Paróquia de Nossa Senhora do Pilar de Pitangui, faz parte. O livro apresenta fatos interessantes sobre a formação da Diocese em 1958, sobre o Clero diocesano e a estruturação da Diocese em Foranias e Paróquias. Na obra, destacamos os fatos históricos sobre a criação da Paróquia de N. S. do Pilar, as suas comunidades (urbanas e rurais) e sobre o corpo eclesiástico incluindo os Pe. Guerino e Antônio Pontelo, por quem comunidade católica de Pitangui tem grande respeito e admiração. Esse garimpo, foi um presente do sr. Romualdo Pereira Filho, o Dim da Bia, a quem muito agradecemos! Para informações sobre como adquirir um exemplar é só procurar o Dim da Bia.

Contra-capa.

A história da Paróquia

Foram os Bandeirantes componentes da bandeira de Bartolomeu Bueno de Siqueira e depois levas de paulistas os primeiros moradores da futura Pitangui, desde 1692. O crescimento do lugar foi tomando que, o cônego Gaspar Ribeiro Pereira foi enviado como visitador das Minas Gerais com a incumbência de providenciar a instituição e administração das novas igrejas. Foi então que, em 1703, criou-se uma paróquia e Pitangui. Os Bandeirantes devotaram-na a Nossa Senhora do Pilar, sua padroeira e protetora. Porém, somente em 16.2.1724, é que o Rei de Portugal, Dom João V, confirmou a canônica da freguesia de N. S. do Pilar de Pitangui. Em 1914, um horível incêndio destruiu a Matriz, fato que mobilizou toda a comunidade e esta, em sete anos, construiu a nova Matriz.

Matriz de N. S. Pilar - Pitangui-MG.
Foto: Léo Morato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.