Seguidores

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Phamarcia do Povo

A Maria Helena Lopes Cançado,sobrinha do Luiz Vasconcellos,nos enviou esta raríssima foto da Pharmácia do Povo, um dos estabelecimentos comerciais mais antigos de Pitangui e, que a pouco encerrou suas atividades. O texto a seguir é de autoria do Luiz Vasconcellos.



Pharmácia do Povo - 1925
Texto do e-mail de Luiz Vasconcellos à Maria Helena:

"A foto foi tirada em 1925 (bem estragada) e mostra o major Agenor Lopes Cançado, então proprietário, a jovem Dinorah, filha do major, meu tio Carlos Alves de Vasconcellos (de gravata), balconista da Pharmacia e um jovem que deveria ser o ajudante na manipulação dos remédios.

Pelo texto anexo, escrito por um neto do major, pode-se observar que a Pharmacia era o mais antigo estabelecimento comercial de Pitangui - hoje teria 161 anos! E apenas 4 proprietários: major Fortunato Lopes Cançado, major Agenor Lopes Cançado (pai do dr. Nonô, do livro Figuras e Fatos do Meu Tempo), Miguel Sabino de Freitas, "cria" do major Agenor e pai da Maria José de Freitas (do Laboratório de Análises Clínicas da Santa Casa), e o "Chico da Farmácia", igualmente "cria" do Miguel Sabino.

Se não fosse a mais antiga farmácia em atividade contínua no Brasil era a segunda!"
 
---------------------------------------------------------------
O texto abaixo é de autoria do neto do major Agenor Lopes Cançado
 (citado no e-mail de Luiz Vasconcellos).
 
"Fotografia tirada na Pharmacia do Povo, de propriedade do major Agenor Lopes Cançado, em Pitangui, no ano de 1925.
 
Da esquerda para a direita:
- o jovem Benedito (sobrenome ignorado) que ajudava o major a manipular ( preparar os medicamentos e poções);
- O major Agenor Lopes Cançado ( seu título de major era honorífico, por ser membro da guarda nacional do imprador D. Pedro II);
- A menina Dinorah Filgueiras Cançado(nome de casada: Dinorah Cançado Soares), filha do major Agenor e posteriormente casada com o Dr. Mário Soares;
- O Dr. Carlos Alves de Vasconcellos, sobrinho de Dona Maria Carolina Alves Filgueiras Campos, esposa do major.
 
NOTA:
Os buiões que aparecem na foto, nas prateleiras, eram de porcelana francesa. A Pharmacia havia sido fundada por volta de 1850 pelo major Fortunato Lopes Cançado, tio do major Agenor. O major Fortunato havia sido também fundador do capítulo de Pitangui da Guarda Nacional do Imperador.

10 comentários:

  1. Bela postagen, Licínio! Uma rara foto, com uma excelente contextualização histórica.

    ResponderExcluir
  2. Olá Léo,
    a foto é sensacional, um verdadeiro resgate de memória.

    ResponderExcluir
  3. Oi Cláudio,
    devemos esta raridade ao Luiz Vasconcellos e, claro, à Maria Helena, que gentilmente nos cedeu este material.É realmente uma foto de colecionador.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Sensacional Professor !!! Agradecimento ao Sr.Luiz que sempre tem nos presenteado com pérolas valiosas !!!

    ResponderExcluir
  5. Oi Dênio,
    o Luiz nos presenteou mais uma vez com uma raridade.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Como filho de Dinorah Filgueiras Cançado, que aparece junto de seu pai Major Agenor na foto da Famácia do Povo, esclareço que o nome de casada de Dinorah é "Dinorah Cançado Soares", esposa do Dr. Mario Soares, que também era filho de uma irmã do Major Agenor; sendo assim primo primeiro da mesma e sobrinho do Major Agenor.
    Atenciosamente,
    José Agenor Cançado Soares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Agenor,

      Meus pais residem na rua Dr Nonô Cançado, que corre paralela à Chiquinho Teodoro, antigo Beco dos Canudos.
      O Nonô de minha rua seria então seu avô? Conte um pouco da história desse prócer da Velha Serrana.

      Sds cordiais, Paulo Miranda, BH pwmiranda7@gmail.com

      Excluir
  7. Olá José Agenor,
    seja bem vindo ao blog.
    Agradecimos a sua colaboração e iremos efetuar a correção conforme suas observações.
    Um fraterno abraço.

    ResponderExcluir
  8. Paravbéns pelo blog e pelo importante registro histórico da cidade de Pitangui. Estou escrevendo uma publicação sobre a família Cançado, especialmente os descendentes de Cyro Lopes Cançado e agradeceria muitissimo se souber de algum material a respeito. Muito obrigada!
    REgina Machado leão (Piracicaba-SP), regina@propark.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.