Seguidores

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Instituto Histórico de Pitangui na Web

Página do IHP no facebook.



Esta sexta-feira 13 é um dia de sorte para Pitangui. Depois de uma tarde tirando fotos e fazendo pesquisas na terrinha, tivemos a satistação de saber que o Instituto Histórico de Pitangui também está na grande rede. Ou seja, este importante arquivo do nosso patrimônio documental agora tem facebook. Então, convidamos a todos(as) os(as) seguidores(as) do blog (que têm facebook, que gostam de Pitangui e que querem contribuir de alguma forma com a cultura e a história da cidade) a participarem do IHP virtual. Confira o endereço: https://www.facebook.com/messages/1661384804#!/IHPInstitutoHistoricoDePitangui




Requreimento do Velho do Taipa no século XVIII.


"O IHP guarda um dos principais acervos sacros de Minas Gerais e o mais completo arquivo judicial do Centro-Oeste Mineiro, um dos maiores do pais! Guarda também relíquias da história econômica e indígena da regiao, além de Museu da Imagem e do Som, máquinas tipográficas, mobiliário de época (seculos XVIII e XIX) e peças de período de guerras e da epoca escravagista".


Uma nova janela se abre para a divulgação e preservação do patrimônio histórico e cultural de Pitangui. Fotos: Léo Morato 13.4.2012.



"Finalmente, o IHP entra nas redes sociais. Este ja era um sonho antigo que pode ser implementado com a colaboração de nossa Secretária Substituta, Valéria Schmitt recém chegada de volta ao Brasil e a Pitangui, que prontamente atendeu a solicitação da Presidência do IHP e com sua inteligência, criatividade, desembaraço e espirito de colaboração colocou nosso Instituto "URBI ET ORBI". Que o dia 13 de abril de 2012 fique registrado nos anais o IHP como "tourning point" para uma nova era".
Tenho dito,
Cesar Miranda
Presidente do IHP.

4 comentários:

  1. Excelente iniciativa! Sem dúvidas, um marco na história de nossa região. Parabéns aos idealizadores desse belíssimo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. É mais uma importante ferramenta de conscientizacao da preservação de nossa historia, parabens pela iniciativa e conte sempre comigo.

    ResponderExcluir
  3. O primeiro passo na divulgação do arquivo na web está sendo dado com sucesso. Fica a dica para, agora, pensarem em um site onde poderia ser disponibilizado, entre outras coisas, o acervo documental digitalizado.

    ResponderExcluir
  4. Sua idéia é muito interessante Ricardo, mas para isso investimentos pesados devem ser feitos. Fui informado de que a máquina específica para a digitalização de documentos custa cerca de R$35.000,00. Infelizmente o Instituto tem outras prioridades, mas pro futuro seria algo a se pensar.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.