Seguidores

sábado, 16 de junho de 2012

Narrando um Conto

Igreja de São Francisco -  abril de 2012.

Em abril, realizando algumas pesquisas em Pitangui com o amigo Vandeir Santos, nos encontramos com o senhor Manoel Ricardo da Rocha Fiúza, atual presidente da SAP –Sociedade dos Amigos de Pitangui e do Conselho do Patrimônio Histórico do Município. Conversando sobre assuntos diversos e relacionados à cidade, o Frei Manoel compartilhou conosco um fato que presenciou. Com uma narrativa poética, ele disse que recentemente ao chegar em casa à noite observou que tinha uma pessoa inerte, encostada no muro do adro da Igreja de São Francisco. Ao se aproximar constatou que era um homem que estava em oração e, ao interpelá-lo, o mesmo disse que estava orando a São Francisco e Santa Clara. Fiúza nos contou que a cena o marcou, pois o tal homem (em uma analogia), parecia “um profeta do Aleijadinho em Congonhas do Campo”, parecia fazer parte do conjunto arquitetônico da igreja e que teve vontade de escrever sobre aquele fato. Então, em prosa e verso, tomamos a liberdade de escrever como poderia ter sido a oração daquela noite.


Sr. Manoel Fiuza

Oração a São Francisco de Assis de Pitangui

Ó Glorioso São Francisco,
Protetor da natureza e dos animais.
Santo amigo da ecologia, do patrimônio natural.
E por que não, do patrimônio cultural?
Estou aqui para contemplar teu templo,
Para admirar a beleza desta obra, inaugurada em 1873.
Quanta história, quanto trabalho e quantas orações aconteceram nesta Igreja.
Quantos casamentos, vigílias e funerais.
Várias e diversificadas lembranças me vêm à memória,
E à memória de muitos pitanguienses e visitantes.
Quantas cerimônias e canções foram realizadas sob o altar deste templo.
Quantos namoros, serenatas e encontros aconteceram no adro da Tua Igreja,
Enquanto esperava-se  a lua cheia nascer atrás da serra.
Venho aqui, louvar-te, agradecer-te porque a estrutura da igreja está recuperada e templo está de pé.
E pedir-te, que intercedas por nós São Francisco.
Para que, o quanto antes os recursos sejam liberados,
para que possamos ver este Santuário totalmente restaurado.
Colorido, de roupa nova e de portas abertas ao repicar do sino centenário.
Convidando toda a comunidade para uma grande festa.
Com procissão, mirra, velas e banda de música,
Um patrimônio vivo e em movimento.
Devolvendo este templo histórico à tricentenária Pitangui.
Assim te peço ó Glorioso São Francisco. 

 Texto e fotos: Leonardo Morato.

O adro da Igreja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.