Seguidores

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Um outro olhar sobre o Museu

De perto ou de longe é bom ver as obras de restauração do prédio do nosso museu histórico. Um espaço para reunir, proteger e expor exemplares do nosso passado é de fundamental importância para uma cidade tricentenária como Pitangui, que luta pelo seu devido reconhecimento histórico. Um museu em pleno funcionamento, devidamente equipado e com profissionais capacitados para atender e guiar o público, atrai visitantes (pesquisadores e turista), fomenta a cultura e o turismo e contribui para mover a roda da economia no município.
 Ao centro, o prédio do Museu visto do Lavrado.
Fotos: Léo Morato.

Por falar em ações culturais, ontem na sede do IPHAN em Brasília aconteceu uma concorrida noite de autógrafos no lançamento de 12 livros diretamente relacionados à preservação do patrimônio cultural no país. Merecidamente, dentre as obras, foram lançados importantes exemplares ricos em conteúdo sobre algumas cidades mineiras setecentistas como Ouro Preto e Mariana, Tiradentes e São João Del Rey. Agora fica a velha dúvida, porque Pitangui não está presente em acontecimentos dessa importância?
Atualmente várias frentes de trabalho (da sociedade e governo local) estão empreendendo ações para promover e elevar Pitangui. Como exemplo podemos citar a restauração de prédios históricos e o lançamento de livros. Mas precisamos nos inserir neste trade cultural, ou seja, precisamos fazer com que estas iniciativas tenham maior visibilidade em nível estadual e nacional. Mas acredito que estamos no caminho certo, porque esta revolução por Pitangui, este despertar de consciência, está acontecendo de dentro para fora! "É preciso agir localmente e pensar globalmente" (Ulrich Beck).

Voltando ao assunto sobre o nosso Museu Sacro, que os "Deuses do Patrimônio Histórico Cultural" estejam do nosso lado para que os recursos necessários à restauração total do prédio e de outros bens patrimoniais sejam levantados. Amém!


Noite de autógrafos na sede do IPHAN em Brasília.

Alguns dos exemplares lançados.

 Exposição do Programa Monumenta.

Exemplar adquirido e à disposição dos pesquisadores Pitanguienses.

4 comentários:

  1. Concordo com você, Léo.
    Todo o movimento em prol de Pitangui tem sido feito de dentro para fora. É uma quebra de paradigma.Precisamos agora é pensar em ações que possam atrair turistas para a cidade. Um calendário de eventos culturais bem elaborado seria interessante.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, professor! A casa está sendo arrumada aos poucos, agora é capacitar turisticamente os moradores da casa e planejar ações integradas para chamar e receber as visitas!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom! Fico realmente feliz com a restauração do casarão do museu. No entanto, a própria realidade nos comprova que, em Pitangui, os governos (digo todos) tem o hábito de ir empurrando os problemas com a barriga - "se puder deixar para o próximo prefeito resolver, excelente!", parece ser como eles pensam. Foi preciso o prédio histórico chegar à beira do desabamento para que resultados surgissem.

    ResponderExcluir
  4. Caro Ricardo, obrigado pela participação.
    A degradação do nosso patrimônio arquitetônico (demolições, descaracterização,falta de manutenção)infelizmente se estendeu por décadas. Por falta de legislação específica e ou conflito de interesses (acesse o artigo: http://www.daquidepitangui.blogspot.com.br/2012/07/um-olhar-para-o-futuro.html).
    O lado bom é que as coisas estão mudando, a sociedade está mais participativa e atenta e a imprensa tem papel fundamental neste processo, não é mesmo?. Os avanços rumo a valorização do patrimônio histórico e da profissionalização do turismo precisam ser contínuos e devem estar nos planos dos nossos candidatos a REPRESENTANTES DO POVO, no pleito de outubro próximo. A cultura não é um fim em si mesmo. Mas um meio para a afirmação da nossa identidade e para subsidiar o turismo que gera emprego e renda. Esta é a bandeira que defendemos por Pitangui!

    Um abraço.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.