Seguidores

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Carlos Wagner - drummer



Falamos hoje sobre mais um "embaixador" de Pitangui, trata-se do músico Carlos Wagner Nunes. Alías, além de baterista, o "Caws" é goleiro, professor de Inglês, capoeirista, massagista, pai, etc e tal. Sempre de bom humor e com uma simplicidade peculiar, o Carlos é um cara geração saúde, homem de Fé e uma pessoa viajada que representa muito bem a nossa Pitangui, por onde ele passa.


O Pote - Pitangui 2011. Foto Léo Morato.


Dono de uma técnica apurada, ele tem vários parceiros musicais e visivelmente gosta de tocar, seja em canjas improvisadas em pequenos estabelecimentos, nos bares da vida ou em grandes palcos. Poderíamos falar por muito tempo sobre esse pitanguiense, mas uma postagem só, seria pouco. Particularmente, tenho saudade do programa de rádio Jazz da Noite, apresentado pelo C.W. toda segunda-feira às dez da noite na antiga Rádio Comunitária de Pitangui, no final dos anos 90 (me corrijam se eu tiver errado). Confira abaixo um pouco da trajetória musical deste nosso amigo:


Dí Lopes, Dênio e Ricardo Caldas, Delan, Caws e Waguinho.


"Quem sou eu:


Começo de tudo: Banda marcial, depois, carnaval com várias bandas da cidade e região; toquei com várias bandas de baile, Banda A Tropa, Banda Jazz Garage, Vôo Livre, Eclipse, Tiago Prado, Petrúcio Maia e Biga, Wilson Lopes, Beto Lopes, Jairo Lara, Kiko Lara, Felipe Boca, Sérgio de Castro, Irineu, Mara Nazar, Ricardo Nazar, Amaury Xavier (em Memória), Rafael Martins (primo), Dênio Caldas, Grupo Pharmácia, Xodozinho (da dupla Gino & Geno), Renato Saldanha, Vaguinho Faria, Vanderlan, Tatá Simpa, dividi palco com Zezé di Camargo e Luciano, e também com Zé Ramalho; Gravação do CD Pé na estrada, de Carlos César e Eduardo, Hoje, com a Vemaghet.
Eventos: participei de vários festivais de música, shows em parques de exposição, e várias casas noturnas e bares de BH e interior.


Agradecimento especial, ao meu grande Brother e professor de bateria: Bispo.


Influências: Várias... Nenem, Carlos Bala, Sergio Herval, Limão, Bispo, Kiko Freitas, Teo Lima, Dema, Dave Weckl, Joel Rosenblatt, Phil Collins, Thomas Lang, Steve Ferrone, Steve Smith, Dennis Chambers, Tom Brechtlein, Sonny Emory, Vinnie Colaiuta e também meu amigo Hal Blaine... e vários outros, porque crescer é opcional. Sei que minhas influências são profissionais, mas, não custa ter bons guias..."




---- ORAÇÃO DO BATERISTA 1 ----


Obrigado senhor pelas batidas do bumbo no meu coração,
Um prato novo que a cada dia vai ganhando espaço no meu kit,
Perdoai as minhas infinitas e barulhentas sessões de ensaio,
Perdoe também aquelas pessoas que não tem noção do prazer de tocar e ser apaixonado por esse instrumento,
Que todos à minha volta possam dormir e descansar em paz quando eu não estiver tocando!
Me dê sempre uma nova idéia para uma boa performance.
E ao despertar que eu encontre motivação suficiente para trilhar o meu caminho e garantir o meu espaço.
Obrigado por esse dom que levarei sempre com orgulho, respeitando os irmãos de baquetas que encontrar por ai afora
Amém !


Seguem abaixo dois vídeos com a participação do Caws. Fica o convite para que visitarem o blog carloswdrummer.blogspot.com e o espaço (nos comentários deste post) está aberto para os amigos e parceiros de música para falarem um pouco sobre esse grande pitanguiense.




Banda Vemaghet.




Banda Pharmácia.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Club Dramático Pitanguyense


Esta é uma foto do antigo "Club Dramático Pitanguyense", o mais tradicional teatro de Pitangui na primeira metade do século XIX. O nome faz referência ao grupo teatral criando na cidade, por Vasco Azevedo e Azevedo Júnior, entre outros.
O prédio, de linda arquitetura, infelizmente foi descaracterizado. O espaço já abrigou um cartório, a agência dos correios da cidade e, hoje, ali funciona uma loja de roupas populares.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Espaço e movimento

Ângulos da Capela.

A capela da Penha é imponente por sua arquitetura, pela simplicidade e bonita de todos os ângulos. Os templos de Pitangui, também são palcos e cenários para as nossas manifestações religiosas e culturais.

Fotos: Léo Morato.

Durante a Quaresma e a Semana Santa as celebrações se intensificam e as manifestações religiosas da nossa gente, são mais constantes nesse período. Registre esses encontros, através de fotos, vídeos, textos e compartilhe aqui no blog daquidepitangui. Os fatos de hoje, serão história amanhã. Sugestões de matérias (cultura, história, tradições, lugares, artes, etc) ou de ações práticas a favor de Pitangui (como a Lavagem do Bandeirante por exemplo, etc, etc.) também são bem vindas e podem ser enviadas por e-mail ou registradas nos comentários das postagens.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Coisas daqui de Pitangui


Essas cenas foram registradas na semana passada em Pitangui. A imagem da fumaça saindo da chaminé despertou a minha atenção, a curiosidade e até o paladar. O que será que estava sendo preparando naquele fogão a lenha?


Fotos: Léo Morato.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Lavamos o Bandeirante de novo!


Fotos: Equipe Daqui de Pitangui.

Na tarde do último dia 19, domingo de carnaval, foi realizada a divertida 3ª edição da Lavagem do Bandeirante, lá no bairro da Penha.




Uma brincadeira iniciada em 2010, a lavagem da estátua pode se considera uma bagunça organizada recreativa-cultural (um ato simbólico de reafirmação das raízes históricas de Pitangui). A folia se caracteriza também como um divertido acontecimento que lembra os antigos carnavais de rua em nossa cidade (alías a ideia é essa).



Foto: Charles Aquino.


Apesar de a divulgação ter sido realizada praticamente de forma virtual (blogs, sites, redes sociais) a adesão foi muito boa e cerca de 200 pessoas de todas as idades fizeram a festa acontecer.


A folia na praça.




Para saber exatamente o que é a Lavagem do Bandeirante, o ideal é comparecer ao evento (no ano que vem tem mais). Mas podemos afirmar que o clima de amizade, alegria e descontração prevalece sempre.



A participação da imprensa.

Este evento é uma ação prática voluntária realizada pelo blog Daqui de Pitangui que vem se estabelecendo como uma iniciativa popular em prol das origens histórico culturais de Pitangui (segundo a opinião de que acompanha nossas atividades).





Porém, é imprescindíel ressaltar que o resultado positivo vem sendo alcançado por meio de parcerias e de esforços coletivos, onde cada um ajuda um pouco.




Lira Musical Viriato Bahia Mascarenhas.


Na 3ª Lavagem do Bandeirante por exemplo, além presença do povo, do apoio da PREFEITURA MUNICIPAL DE PITANGUI (que nos cedeu o caminhão Pipa, requisitou a Lira Musical - ponto alto da festa - e divulgou o evento no site oficial da cidade), tivemos diversas contribuições que precisam ser destacadas:



Escritório Bar itinerante.

Agradecemos ao BARRICA, que juntamente com o VANDEIR SANTOS (idealizador da Lavagem) correu atrás de patrocínio para as camisetas; ao RICARDO WELBERT (blog /jornal/rádio) e à SELMA ASSIS (Prefeitura) pela cobertura jornalística do evento; ao CLÁUDIO FARIA (Copasa) que disponibilizou a água mineral; à LIRA MUSICAL VIRIATO BAHIA que fez a alegria dos presentes; e à PMMG que marcou presença.





Clima de amizade e descontração.




Agradecemos também aos patrocínios para as camisetas: Grupo NEWTON CARDOSO; QUATRI Comunicação e Sinalização; ESCRITÓRIO BAR (Samuel Caldas); Vereador ALEXANDRE BARROS; SUPERMERCADO ROGÉRIO; Dr. GERALDO WAGNER (advogado); e RESTAURANTE VARANDÃO.




Início da Lavagem.



Lavando o Bandeirante.




Marchinhas e cirandas.


Fizemos a nossa parte e o saldo foi positivo. Acreditamos que, com a união de esforços a favor da cultura popular e da história de Pitangui (independentemente de corrente política) teremos muito a comemorar nos 300 anos de Pitangui.


Limpeza da praça após o evento. Foto Cláudio Faria.


Licínio, Vandeir, Dênio e Leonardo.


Que venha a IV Lavagem do Bandeirante! Quem sabe sai um baile de carnaval?



Hora extra no Escritório itinerante.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

A primeira partida de futebol em Pitangui


A foto acima é uma raridade, trata-se do registro da primeira partida de futebol ocorrida em Pitangui, no campo que se localizava no bairro Chapadão. O evento futebolístico ocorreu em 1924, a foto faz parte do acervo do Arquivo Histórico de Pitangui.
Clique sobre a foto para ampliá-la e ver mais detalhes deste registro da história do futebol amador de Pitangui.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Outros Carnavais em Pitangui


Esta foto foi publicada no facebook de nosso Marcus Moreira, Marquinhos da Rádio Onda e ciclista de primeira. Pedi permissão a ele para postá-la aqui no blog e ele prontamente permitiu.As informações sobre as fotos foram retiradas dos comentários da página do Marcus, quem souber mais informações e quiser colaborar deixe um comentário nesta postagem.
A foto mostra como era o carnaval em Pitangui em meados da década de 1980. Percebe-se a existência de blocos e muita animação. Precisamos resgatar este carnaval em nossa cidade. Os blocos carnavalescos estão renascendo por toda parte.Quem sabe no próximo carnaval as pessoas se animem a formar seus blocos?
Segundo Michele Cristiane de Souza, em comentário no face do Marcus, a mulher na foto seria a sua tia Mara quando jovem. Já Marcus, afirma nos comentários, que o nome dela seria Nádia e a foto foi tirada na pracinha do colégio.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Lira Musical Viriato Bahia Mascarenhas

Enfatizamos hoje mais um patrimônio cultural de Pitangui: A Lira Musical Viriato Bahia Mascarenhas. Esta banda, cuja existência antecede a 2ª metade do século XX, (não sabemos a data exata) é composta por músicos competentes que, mesmo exercendo outras atividades profissionais, se dedicam com afinco para levar a música em eventos diversos, aos quatro cantos de Pitangui.

Mantida com o auxílio da Prefeitura, a Lira Musical se apresenta em procissões, comemorações cívicas, festas do calendário oficial da cidade, como a Alvorada e nos eventos populares como a Festa do Bambeia (mastro) Lavagem do Bandeirante, aniversários, etc. Por falar nisso, a Banda é presença confirmada e será uma atração especial na 3ª edição da Lavagem do Bandeirante, amanhã às 16 hs na Penha.

Registramos aqui os nossos agradecimentos, nossos aplausos e o nosso incentivo, desejando vida longa à Lira Musical Viriato Bahia.

Fotos: arquivos do blog Daqui de Pitangui.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Cinema em Pitangui


Foto: Licínio Filho
 
Houve um tempo em que a população de Pitangui tinha uma ótima opção de lazer, as salas de exibições, que traziam a sétima arte à "Velha Serrana". O cine Pitangui, na Praça Governador Benedito Valadares ainda está na lembrança de muitos. O velho projetor se encontra no Arquivo Histórico de Pitangui, ainda com um filme, quem sabe, o último exibido na cidade.





Foto:Licínio Filho


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

E por falar em carnaval...


Coisa boa a gente recomenda! O carnaval de Pitangui começa amanhã, com a fulia na "Praça da Feirinha", promovida pela Prefeitura de Pitangui.

Tem também o TRIO BALANÇO, lá no O Pote. Lembrando que o
Trio Balanço é o primeiro trio de quatro pessoas... Então, a partir das 22 h, eles irão sacudir e balançar O Pote!

Ah, pessoal, na sexta à noite às 21 hs tem O MELHOR CARNAVAL DE TODOS OS TEMPOS... lá no Bar do Nelinnho (antigo Bar Recanto) promovido pela Quésia Diniz & Cia para relembrar os antigos carnavais e agitos na "Pracinha do Colégio". A animação fica por conta do músico Delan Silva e convidados.

No sábado pela manhã (dia 18/2), o Domingos do Prado deve estar lá no bar do Verinho... fazendo concentração para a 3ª Lavagem do Bandeirante, às 16 hs do domingo (dia 19/2), na Penha.

"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena" (Fernando Pessoa).

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Domingos do Prado confirmou presença!

Iniciativa popular com:



Depois de deixar dúvida se iria ou não comparecer à 3ª Lavagem,
o Bandeirante Domingos Rodrigues do Prado confirmou presença.
Confira o depoimento exclusivo dado ao Blog Daqui de Pitangui:



"Não tô gostando de ter que tomar banho todo ano, queria até me mudar da Penha. Mas, pensando bem, vou apoiar esta iniciativa de resgate histórico, a favor da cultura e do carnaval de rua em Pitangui. Tô dentro! Podem lavar".


Tá combinado! Domingo 19/2 às 16 hs na Penha, Pitangui- MG.





História



Cultura


e Irreverência.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

II Caminhando com a História de Pitangui - 2004

Nesta postagem resgatamos um evento que marcou o calendário cívico de Pitangui, o "Caminhando com a História de Pitangui", manifestação que buscava resgatar as tradições históricas do município.
Em 2004, foi produzido um livreto, com textos de Marcos Antônio de Faria, sobre a história da cidade. A publicação deste livreto, cuja capa reproduzimos abaixo, teve apoio da prefeitura municipal


Ponto de vista

Estação Cultural, antigo terminal ferroviário.
Foto tirada em 28/1/12.

Este cenário é um dos quais nos salta aos olhos, quando se chega pela manhã, na 7ª Vila do Ouro. Para nós do blog Daqui de Pitangui e para um monte de gente que gosta desta cidade, esta é uma imagem especial.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Iracema Artesanatos

Iracema Artesanatos.

Um dia desses, passamos lá na loja da Iracema (Pimpolho Presentes), que fica ali na Avenida Gustavo Capanema, no centro de Pitangui. Há 18 anos trabalhando com artigos para casa, decoração e presentes em geral, a pitanguiense Iracema Lobato Megale vem se especializado em artesanato de primeira qualidade com o tema Pitangui.

Fotos: Léo Morato.

Seguindo a linha do resgate histórico ela confecciona caixas, portas chaves e objetos personalizados sobre a 7ª Vila do Ouro de Minas. Por falar nisso, neste dia trocamos ideias e esticamos a prosa por mais de uma hora. Foi quando percebemos que a Iracema é mais uma “pitanguiense da gema” (termo utilizado pelo amigo Zé Luiz Peixoto). Ou seja, uma conterrânea que valoriza a sua terra, que gosta de fotografia e que usa da sua arte para promover Pitangui.

Artesanato com foto antiga (casarão do Tisnado).

Dentre as histórias e casos que começou a contar, a Iracema falou do armário de madeira, uma relíquia de família, que ela mandou restaurar: Contou-nos que o móvel tem mais de 100 anos e foi um presente da D. Lóia Lobato (96 anos) que (quando criança) lembra quando o pai contava que cortou a madeira e fabricou o armário lá na fazenda Ponte Alta (início do séc. XX).


Armário centenário.


Se você pretende visitar Pitangui, ou procura uma boa opção de presente, a dica é conferir o artesanato da Iracema.