Seguidores

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Classes primárias na Capela da Penha

Fonte: Arquivos da E. E. Francisca Botelho

Na postagem de hoje apresentamos imagens da escola primária que funcionou no interior da Capela da Penha na década de 1950. Pelos registros encontrados por nós sabe-se que esta escola fora instalada nesta capela em 24 de junho de 1957 e tendo como regente a professora Ana dos Santos Lemos e contava inicialmente com 32 alunos. A merenda da escola era fornecida pelo Grupo Escolar Francisca Botelho.

Fonte: Arquivo da E. E. Francisca Botelho


A escola havia sido instalada ali para atender às crianças daquela região, que haviam se debandado dos grupos escolares da cidade por diversos fatores - principalmente devido à distância - e precisavam ser alfabetizadas. Em um relatório encontrado na Escola Estadual Francisca Botelho encontramos uma justificativa para a instalação daquela escola: 

"Escola recém fundada, esta situada em um bairro desprovido 
de qualquer recurso e ambiente de educação e moral deturpados."


Fonte: Arquivo da E. E. Francisca Botelho

As  questões religiosas, de saúde e morais não passavam desapercebidas à direção da escola, como podemos perceber em mais um trecho do relatório:

"A direção da escola não tem medido esforços procurando resolver principalmente os problemas de ordem religiosa, moral e despertar,com urgência, o hábito da boa higiene; problema sério a resolver."

Trazemos à luz mais uma página da história de Pitangui, que nos revelam aspectos muito interessantes sobre o papel da educação no município em seu passado recente.





Um comentário:

  1. Que achado maravilhoso! É uma pena que grande parte dos jovens atuais, especialmente alunos daquela escola do bairro Penha, não saibam dar valor à educação que recebem.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.