Seguidores

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Ao doce de amendoim!!!

Nas ruas de pedra, o doce.

Algo que também chama a minha atenção na cidade é o seu próprio cotidiado, com os costumes e hábitos das pessoas, e algumas características bem peculiares do interior. Um dia desses escutei, de longe, a frase que fez lembrar os tempos de criança: “ao doce de amendoim, é só um real”. Era o senhor Tarcísio Pacheco Borges, que nas tardes percorre as ruas do Centro, Lavrado e Penha vendendo os doces fabricados por sua esposa.

 Vai um doce de amendoim?

Então aproveitei para comprar um doce (muito bom por sinal) e para trocar um dedo de prosa por alguns minutos com esse homem simples, sério e trabalhador, cuja ofício complementar adoça as tardes das crianças e dos adultos pitanguienses. Portanto, ao escutar o sr. Tarcísio  falando “ao doce de amendoim, é só um real” não hesite em comprar, pois além de saborear a iguaria você ajudará a manter esta peculiaridade de Pitangui.
Tarcísio do doce. Fotos: Léo Morato.

2 comentários:

  1. Ahhhhhh o doce de amendoiiiiimmmm...frase clássica nas ruas do Lavrado e da Penha...este doce é muito bom.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.