Seguidores

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Mostra de Cinema de Pitangui - Rumo aos 300 anos

  2ª Mostra de Cinema de Pitangui - março/2013.
Foto: Sarasvati Produções.
A arte e a cultura são atemporais, não perdem a validade, ficam na história, fazem pensar e projetam o futuro. Neste contexto, uma excelente iniciativa vem sendo realizada em Pitangui e merece maior notoriedade. No artigo abaixo a Graziella Luciano* - Coordenadora Geral da Mostra de Cinema de Pitangui - nos fala com propriedade sobre este "fazer cultural" realizado em duas edições na 7ª Vila do Ouro das Gerais.

  Graziella Luciano
Foto: Sarasvati Produções.
“A Educação ensina a ler, mas só a cultura ensina a enxergar” uma frase do filósofo Aristóteles que me motiva a trabalhar com cultura. Na contemporaneidade e com o apogeu da internet, o acesso à diversidade cultural é grande, no entanto, é necessário possibilitar ao público uma reflexão crítica destes conteúdos culturais que muitas vezes são digestivos e massificadores. A Mostra de Cinema de Pitangui foi planejada em 2009 por um grupo de artistas que pretende com este evento criar um espaço para formação de público, pois, é necessário procurar outras alternativas para salvaguardar a diversidade cultural brasileira às grandes mídias que massificam músicas, conteúdos audiovisuais, identidades comportamentais, etc... de um povo diverso como o nosso. 

 Exibição de filmes - 2ª Mostra de Cinema.
Foto: Léo Morato.
A produção do evento é da Sarasvati Produtora Cultural que atua desde 2008 nas áreas de elaboração, gestão, produção e preservação do patrimônio cultural. Possui como parceiros empresas, prefeituras e instituições públicas e privadas das esferas municipais, estaduais e federais que demandam e contratam projetos a serem executados pela empresa. A parceria com a UFMG teve inicio em 2011 e desde então, series de documentários, produções de vídeo aulas e consultorias foram realizadas atendendo principalmente às demandas internas da Universidade. O projeto da 1ª Mostra de Cinema de Pitangui “O Velho e o Novo” foi elaborado em 2009, sendo realizado em novembro de 2010. Nesta 1ª edição, a Prefeitura Municipal de Pitangui foi a patrocinadora Master do projeto que também teve o patrocinio do Credipit e o apoio da Construtora Santa Cruz, além de diversas parcerias culturais, uma das mais importantes com a gráfica Mafali. Cineastas baianos, paranaenses, paulistas, cariocas, goianos, pernambucanos, cearenses e mineiros estiveram presentes em Pitangui durante o evento que foi realizado durante 05 dias e apresentou 42 produções nacionais entre curtas e longas. Nas 02 oficinas realizadas foram produzidos um documentário “Tecendo Memórias” e uma animação “Nada a Ver”. O público presente em todas as ações desta edição foi de aproximadamente 2.200 pessoas. O retorno midiático deste evento foi muito bom com matérias publicadas em jornais de grande circulação como, Estado de Minas, Hoje em Dia e O Tempo. Além da cobertura televisiva do Canal Brasil, Rede Minas e TV Integração. 

 Oficina Infantil - 1ª Mostra de Cinema de Pitangui - novembro/2011.
Foto: Sarasvati Produções.
A 2ª Mostra de Cinema de Pitangui “Cinema Jovem” foi elaborada em 2011 e aprovada na Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais neste mesmo ano. Infelizmente, o projeto não foi captado. Aprovamos novamente o projeto no ano de 2012 e novamente não conseguimos patrocínio mesmo com tentativas em grandes empresas como Algar Telecom e Grupo Newton Cardoso. É preciso dizer que outras empresas com sede em Pitangui e região podem e deveriam ser patrocinadoras de eventos culturais, ainda mais quando aprovados na Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, uma vez que, o valor patrocinado é deduzido do ICMS devido ao Governo Estadual. O fato é que estas empresas desconhecem ou não se interessam por apoiar a cultura. Depois destas tentativas de patrocínio, ocorridas em dois anos consecutivos, via Lei de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, resolvemos enviar o projeto em 2012, para o edital Microprojetos Bacia do Rio São Francisco, da Fundação Nacional das Artes (Funarte). Este edital é um prêmio que disponibiliza 15 mil reais para cada projeto contemplado (o valor líquido diminui de 10% a 27% dependendo do tipo de pessoa proponente, física ou jurídica). Aprovamos o projeto neste edital e finalmente, conseguimos realizar a 2ª Mostra de Cinema de Pitangui em março de 2013 com o recurso da Funarte e o patrocínio único conseguido em Pitangui da Prefeitura Municipal que contribuiu com um valor aproximado a dois terços do recurso do prêmio da Funarte. 

"Trio Caldas" fazendo o som - 2ª Mostra de Cinema.
Foto: Léo Morato.
Nesta edição, cineastas mineiros estiveram presentes em Pitangui durante o evento que foi realizado durante 05 dias e apresentou 34 produções nacionais entre curtas e longas. Foram realizadas nesta 2ª edição da Mostra de Cinema de Pitangui 02 oficinas que produziram 02 documentários um sobre a Comunidade Quilombola do Veloso e outro sobre o Rio Pará, além de um ensaio de animação. O público presente em todas as ações desta edição foi de aproximadamente 1.400 pessoas. O retorno midiático deste evento foi intermediário, uma vez que obtivemos notas em jornais, mas, em sua maioria jornais da cidade e região (o que pauta grandes veículos de comunicação em eventos como este é a presença de convidados de fora do estado). A produção da mostra não possuía recursos suficientes para transportar, hospedar e alimentar convidados de outros estados uma vez que, realizamos a 2ª Mostra de Cinema de Pitangui com apenas 40% do recurso conseguido na 1ª edição. Contamos também com a cobertura da TV Integração. 


2ª Mostra de Cinema - movimentando bares e o comércio local .
Foto: Léo Morato.
Acreditamos que Pitangui, rumo ao seu tricentenário, carece e merece eventos culturais de formação que proporcionem oficinas, exibições, apresentações gratuitas e que contribuam para uma reflexão crítica e fruição artística, como se propõe a Mostra de Cinema de Pitangui. Gostaríamos de expandir algumas ações da mostra para outros bairros da cidade, como um projeto que está em elaboração pela equipe coordenadora da Mostra de Cinema, sessões mensais de cinema comentadas por especialistas a serem realizadas em comunidades de Pitangui, o “Cine Banquinho”. A coordenação da Mostra de Cinema de Pitangui tem também o projeto “300 olhares sobre os 300 anos” uma exposição fotográfica de conteúdo de arquivo e conteúdo resultante de uma oficina de fotografia e pinhole. Nosso intuito é continuar com a Mostra de Cinema de Pitangui, já temos um novo projeto, o da 3ª mostra, que terá como temática “Cinema e Educação”. Para viabilizar tudo isso, temos profissionais competentes que nos apoiam e trabalham para isso. É preciso ter agora patrocínios e apoios de instituições públicas e privadas do município de Pitangui. Que venham os 300 anos e que Pitangui seja não apenas a cidade berço cultural do Centro Oeste, mas, que seja também, a cidade que movimenta a cultura desta região. 

Mostra de Cinema de Pitangui - outros olhares sobre a cidade.
Foto: Léo Morato.

(*)Graziella Luciano é formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, especialista em Projetos Sociais, Produção e Crítica Cultural, Rádio e TV. Sócia fundadora da Sarasvati Produtora Cultural, presidente do Instituto Cultural Palco & Tela, coordenadora de projetos do Laboratório de Artes e Tecnologias para Educação da Escola de Belas Artes da UFMG, professora conteudista do curso de Artes Visuais da Escola de Belas Artes da UFMG. 

Um comentário:

  1. Merece todos os elogios a organizadora dessa Mostra. Coloca Pitangui na mídia, principalmente na alvorada dos 300 anos, mas, acima de tudo, tem o caráter didático. Quantos adolescentes e crianças passarão a ter outra visão do mundo, mais ampla, depois das oficinas aí oferecidas? Parabéns, Graziella. Que venham mais Mostras.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.