Seguidores

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Coisas dos nossos quintais...


... que nos remetem à infância, às lembranças e ao aconchego da bucólica tricentenária Pitangui.
 



Fotos: Dênio Caldas.

"Riqueza é ter um espaço agradável dentro de casa, onde se pode ter contato com a natureza e uma bela vista. Luxo é ter tempo livre para usufruir com a família e amigos desta riqueza.
Aproveitem as riquezas gratuitas de Pitangui!"

(Sylvio Mário Bazonte - comentado esta postagem).

3 comentários:

  1. Lindas fotos!
    Viver em um ambiente com estes pequenos tesouros urbanos é um privilégio que muitas pessoas não percebem ou valorizam.

    Moro no centro de uma cidade onde altos prédios encostam uns nos outros, fazendo enormes muralhas que atrapalham a distribuição de claridade e circulação de ar. As calçadas têm poucas árvores e as ruas poucas praças, o que torna o ambiente quente e pouco acolhedor.
    Os apartamentos deveriam se chamar “apertamentos”, pois já estão chegando no nível das moradias japonesas, com o metro quadrado caríssimo e oferecendo pouca qualidade de vida, onde é necessário estudar como aproveitar ao máximo cada palmo do pouco espaço.
    O que se convencionou chamar de “área de serviço” é apenas um tanque na cozinha, separado do fogão por uma pequena parede de um metro de altura, com um pequeno varal de teto sobre o tanque. Nestas condições se escolhe entre cozinhar ou secar a roupa (o que demora, pois acontece dentro da cozinha, sem luz solar direta). Os quintais, cada vez mais raros, são cada vez menores, e geralmente cobertos por cimento ou pisos.

    Riqueza é ter um espaço agradável dentro de casa, onde se pode ter contato com a natureza e uma bela vista. Luxo é ter tempo livre para usufruir com a família e amigos desta riqueza.

    Aproveitem as riquezas gratuitas de Pitangui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Sylvio, obrigado pela presença. Sua dissertação, além de reafirmar sobre a importância dos quintais (como espaço de preservação da memória e da cultura interiorana), retrata muito bem a realidade das grandes cidades, com relação aos "espaços funcionais". Recomendo a leitura deste link: http://diretodesaojoaodelrei.blogspot.com.br/2013/10/belos-e-ferteis-quintais-ainda-existem.html . Iremos retribuir a vista no http://historiasylvio.blogspot.com.br/ . Um abraço.

      Excluir
  2. Ke saudades de pitangui ke vontade de tar ai

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.