Seguidores

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Recordar é (re)viver

Na barraquinha de Nossa Senhora do Pilar de 1973, uma das atrações artísticas foi o cantor português, Roberto Leal. Na foto, quem o acompanha é a Dona Nénem Caldas, proprietária do Hotel Rodoviário, onde o artista hospedou-se. Bons tempos !!!!

4 comentários:

  1. Dona Nénem Caldas teve outros hospedes ilustres naquela época, inclusive eu, um tal Geraldo qualquer que como um outro José qualquer e o próprio portugues, enfrentou a estrada poeirenta no calor e barrenta no tempo das aguas para, atraído por olhares diversos, beber a agua oriunda do pasto do "toebenedito" que já secou.
    Ocorre que, diferentemente do outro, finquei o pé no lugar
    (creio que a crença não se aplicou ao cantor portugues porque ele nunca mais voltou).

    Geraldo Wagner Gonçalves
    Praça Antonio Fiúza
    Pitangui/MG

    ResponderExcluir
  2. Oi Geraldo ... que legal !!! Você tomou café na cozinha, junto ao fogão a lenha ? Tem cada história dos "ilustres" e também dos "menos ilustres" por lá, que daria para escrever um livro, meu caro !!!!! E nós, do Hotel Rodoviário, tivemos o imenso prazer de ter convivido com o Mundinho, Pai da Stefania, que morou por lá por um tempo. Ele também fincou o pé na Velha Serrana e daqui não saiu mais. Segundo a minha Tia Guiomar, Stefania, o seu Pai começou a morar lá no Hotel, em 1977. E se a Dona Neném é sua Vó também, então nós somos primos !!!!! Claro que somos ... Tadinha da Stefania !!!! Bons Tempos ...

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.