Seguidores

sábado, 7 de dezembro de 2013

Fato Verídico

Cabrito

O Cabrito saiu cedo naquela manhã, afinal era sábado. Fazia frio e o mestre ao chegar ao centro baixo da cidade, viu que o Bar do Verinho já estava aberto. Entrou, assentou e pediu um café (isso mesmo, um café). Em meio à neblina da manhã, típica do mês de junho em Pitangui, saíam os primeiros raios de sol. E o cabrito estava lá, vendo o vai e vem da cidade, às vésperas de um nove de junho. Eis que alguém passa e pergunta:
- Tá esquentando o pé, Cabrito?
E como uma flecha afiada, um raio, de pronto ele responde:
- Não, babaca! Tô pegando um bronze no pé!
E se fosse o Maresia (Maré) narrando este episódio pitanguiense, certamente seria mais ou menos assim:
- "Eu falo e provo, eu tava lá".

Um comentário:

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.