Seguidores

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

O lixo nosso de cada dia


Sábado no centro (2013).

Em uma conversa informal nos bares da vida, um Pitanguiense - de família tradicional e pensante - relatou que ao contemplar as fotos antigas de Pitangui e fazendo uma comparação com a paisagem urbana atual, a impressão que se tem é que a cidade encolheu (principalmente o centro baixo). Acreditamos que essa percepção seja proveniente do aumento do número de veículos circulando e o aumento da população. E com a alteração dos hábitos de consumo, das mudanças nas relações comerciais e nas formas de produção ao longo de décadas, a geração do lixo cresceu na mesma proporção. 

"Carrocinha" para o recolhimento do lixo reciclável.
Fotos: Léo Morato.

Você já pensou na importância do serviço de limpeza urbana e dos catadores de material reciclável para a manutenção da higiene, preservação do meio ambiente e organização da cidade? Passando ali pela Rua dos Azevedos, no centro, flagramos essa “engenhoca” (presente nas grandes e pequenas cidades) fabricada para recolher e transportar o lixo.  Aí está uma gambiarra de grande utilidade. Em outra oportunidade abordaremos sobre a correta destinação do lixo produzido na cidade (para a conservação ambiental e a manutenção da qualidade de vida) e o papel de cada um de nós neste processo.

Um comentário:

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.