Seguidores

sábado, 1 de fevereiro de 2014

O centenário de Anthero Rocha

Como registro de uma importante data histórica e como valorosa contribuição à memória coletiva de Pitangui publicamos hoje, 1/2/2014, um  texto do amigo Manoel Fiuza (presidente do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural), em nome da SAP, sobre o centenário de mais um filho ilustre deste Pitangui.
Anthero Rocha.

SOCIEDADE DOS AMIGOS DE PITANGUI

Em nosso tempo de criança, tempo que já vai longe, ouvíamos cheios de admiração e curiosidade científica as explicações sobre a aparição do cometa Haley, que se dava de cem em cem anos. A quem assistia uma vez sua manifestação no céu noturno seria quase impossível vê-la uma segunda vez. Alguém poderia perguntar: o que tem a SAP a ver com o cometa Haley? Respondemos: é uma analogia que nos veio à mente a propósito do centenário de nascimento do ínclito pitanguiense e destacado sócio da SAP, Anthero Rocha, o Rochinha, que a 1º de Fevereiro de 1914 surgia como o primogênito do feliz enlace do Sr. Lacerdino de Lacerda Rocha e de Dona Lucy Álvares Rocha. Casou-se com Dona Irene Cançado Rocha que lhe deu dois filhos: Maria Beatriz Cançado Rocha e Anthero Eduardo Cançado Rocha.

Aos 25 anos iniciou suas lides na Administração Municipal como dedicado secretário do prefeito Dr. Antonio Malheiros Fiuza, que comandou os destinos de Pitangui de 1939 a 1945. Exerceu por duas vezes o cargo de prefeito municipal, foi deputado estadual. Ocupou com eficiência e atilado senso político a chefia de gabinetes na administração estadual de Minas Gerais por longo período. Além de atender aos interesses de Minas, empenhou-se por elevar e promover os seus conterrâneos dotados de espírito público e os necessitados. Sempre se mantinha a espreita de qualquer benefício que pudesse trazer para Pitangui e os seus distritos de então. Era ardente anseio dos pitanguienses, da Administração Municipal, Câmara Municipal, e associações civis e do comércio, bem como da SAP, homenageá-lo de todas as formas através de realização de eventos públicos solenes e festivos.

Mas..., este nobre e bem fundamentado intento encontrou diante de si um respeitável e intransponível obstáculo: o zelo e o carinho de seus dedicados e extremosos filhos que, a justo título, desejam passar este momento tão precioso e raro na sua delicada e sagrada intimidade, bem como poupar-lhe o coração da emoção das manifestações que certamente seriam transbordantes e intensas. Lamentamos não poder tornar pública esta efeméride. Não obstante, estaremos unidos de coração, admiração e contentamento por podermos registrar e viver este momento precioso. Que Deus lhe pague Anthero Rocha, veterano e mestre nas lides políticas e administrativas. Aceite nesta data a manifestação da gratidão e do respeito de toda a população de sua querida Pitangui. Um abraço carinhoso e muito apertado de seus colegas da SAP.

A Diretoria Fevereiro de 2014.


Mais informações sobre a vida e a trajetória política de Anthero Rocha poderão ser encontradas no livro Memória do Sobrado, de D. Amália Rocha Mendes.

2 comentários:

  1. "Prezado amigo Manoel Ricardo da Rocha Fiuza, você me causou grande satisfação trazendo a minha mente o grande Deputado Anthero Rocha.
    Ele não me conhecia. Mas eu, então servidor da Assembleia Legislativa de Minas, seguia os passos dele a distância com grande admiração pela postura dele de homem de bem, de grande respeitabilidade. Não me recordo agora a época exata da digna atuação dele na Assembleia, mas isso foi há 30/40 anos.
    Parabéns a nós mineiros por contarmos com personalidades públicos da envergadura do Deputado Anthero Rocha.
    Um abraço. José Brigido Pereira Pedras Junior.
    Enviado via iPad

    Em 01/02/2014, às 13:37".

    ResponderExcluir
  2. Mais informações sobre o centenário do Sr. Anthero Rocha em:
    http://pitangui.mg.gov.br/noticias-da-cidade/pitangui-homenageia-o-centenario-de-anthero-rocha/

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.