Seguidores

segunda-feira, 14 de julho de 2014

O pompeano dedo-duro

     Trago aos leitores do blog mais uma pérola garimpada no Arquivo Judiciário de Pitangui. Trata-se de uma denúncia que fez o proprietário da Barbearia Hygiênica, o pompeano Antônio Avellar de Oliveira, ao coletor de impostos estaduais José de Freitas na década de 20.



     Inconformado por estar em dia com as suas obrigações tributárias e sofrendo uma concorrência desonesta, Antônio escreve ao coletor, com uma caligrafia muito bonita, denunciando Marcílio José do Souto e Francisco Cândido Belmonte, que também eram barbeiros e que só contribuíam com os impostos municipais. 

     

     Antônio cita ainda que outros comerciantes também são inadimplentes com o fisco e que se utilizam da estratégia de fechar as portas quando os fiscais aparecem na cidade. Infelizmente no livro da coletoria não existe nenhum documento ou declaração que relata o resultado desta denúncia.

Vandeir Santos


Um comentário:

  1. Vandeir, parabéns, por mais esta garimpagem histórica.
    Gostaria de fazer uma observação: não acho que ele foi um dedo duro, estava defendendo seus direitos, como deve fazer todo cidadão na condição de contribuinte. Abraço.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.