Seguidores

sábado, 23 de agosto de 2014

Joaquim Xavier

Revista Acaiaca, 1955

Na postagem de hoje apresentamos um pouco da história de Joaquim Xavier, pai de Dirceu Xavier.
Joaquim foi comerciante e também vereador em Pitangui. Na imagem acima, ele é o primeiro da esquerda para direita, na parte inferior da página.

Foto: acervo Família Xavier

Joaquim Xavier foi um dos fundadores do Pitangui Esporte Clube (PEC)


Foto: acervo Família Xavier

Sobre Joaquim Xavier, assim se manifestou seu neto, José Carlos Xavier de Oliveira:

"[...] Ele foi um grande homem, uma figura ímpar que Pitangui teve a honra de tê-lo como filho. Com este porte pequeno, todos que o conheciam tinham certeza do grande homem que ali habitava. Firme, severo, honesto, defensor da verdade e dos bons costumes, além de um trabalhador de mão cheia, como se diz. Era goleiro no futebol, e que sem dúvida considerava o jogo como uma de suas grandes paixões. Ele era um homem de boa índole e muito caridoso. Foi um dos fundadores da Vila de São Vicente de Paulo e foi atuante durante todo o tempo de sua existência. Ajudou a todos e deixou um bom legado para quem teve a sorte de conviver com ele. Aprendi muito com ele e tenho muita saudade. [...]"


Foto: acervo Família Xavier


Foto: acervo Família Xavier

"Joaquim Xavier era tão bem quisto na cidade que os partidos políticos sempre queriam que ele fosse cabo eleitoral ou participasse da chapa a comcorrer. Viajava pelo interior em uma Kombi e eu também o acompanhava em suas aventuras. Distribuia os tradicionais santinhos e se precisasse fazia comício. Era extremamente simpático e só trabalhava para aqueles que ele acreditava ser um bom partido, caso contrário ficava "na sua". Era incapaz de desfazer dos adversários e ao contrário de muitos, ele os respeitava , tanto é que eu não me recordo de ele ter qualquer inimigo na cidade.
Era também um pescador de carteirinha. Andava bastante para ir pescar no Rio São João. Era um prazer acompanhá-lo, porém o que mais me aborrecia eram os pernilongos. Naquela época eu ainda andava de calcas curtas e daí........não era nada fácil.
Joaquim fez seu nome também dentro da prefeitura naquela época e além de vereador militou na direção da Câmara Municipal nos anos 50.
Ele era também um comerciante impecável e em todas as "vendas" que ele teve, o sucesso aconteceu. Era a pessoa com quem o pitanguiense queria e gostava de fazer negócio. Era correto com tudo e com todos. Tenho muito orgulho dele e trago comigo muitos de seus ensinamentos que me ajudam a vencer na vida.
Também era um homem elegante, sempre bem vestido em seus ternos bem cuidados. Estava sempre acompanhado de seu guarda-chuva ou guarda-sol como queiram, porque ele não suportava andar pela cidade com chuva ou fosse o sol "queimando a cabeça". 
Foi gerente do SAPS, se não me falha a memória a sigla era esta mesma. Era um comérciol governamental onde as pessoas podiam comprar mais barato. Eu mesmo ia ajudar a embrulhar e ali também aprendi muito a respeitar o próximo. Ele cobrava um atendimento sem distinção e fazia questão de agradecer a todos que ali compareciam para comprar. [...] almoço e jantar em sua casa tinham hora marcadas. Ninguém assentava a mesa sem a sua presença e também não saída dela sem a sua permissão. O que você colocava no prato ele dizia que você deveria comer. Os lugares a mesa eram previamente marcados e posso dizer que ninguém se aborrecia com isso. Ele pregava a ordem e a educação com muita maestria e portanto o Joaquim Xavier, o meu avô merece de mim todo o carinho deste mundo. [...]"


José Carlos Xavier de Oliveira



Foto: acervo Família Xavier


7 comentários:

  1. José Carlos Xavier de Oliveiradomingo, agosto 31, 2014 6:33:00 PM

    Oi Licínio.
    Que alegria poder ver o meu avó nesta matéria. Ele foi um grande homem, uma figura ímpar que Pitangui teve a honra de tê-lo como filho. Com este porte pequeno, todos que o conheciam tinham certeza do grande homem que ali habitava. Firme, severo, honesto, defensor da verdade e dos bons costumes, além de um trabalhador de mão cheia, como se diz. Era goleiro no futebol, e que sem dúvida considerava o jogo como uma de suas grandes paixões. Ele era um homem de boa índole e muito caridoso. Foi um dos fundadores da Vila de São Vicente de Paulo e foi atuante durante todo o tempo de sua existência. Ajudou a todos e deixou um bom legado para quem teve a sorte de conviver com ele. Aprendi muito com ele e tenho muita saudade.Agradeço a Deus por ter permitido que ele morresse comigo no hospital. Obrigado Licínio. Tenho muito a dizer sobre ele mas fico por aqui. José Carlos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José Carlos.
      É sempre bom ter sua visita.
      Como você sabe, nosso trabalho no blog nasceu do desejo em promover o resgate da memória histórica de Pitangui. Neste sentido, nada mais justo que apresentar aos pitanguienses e demais interessados na história da cidade um pouco da trajetória de Joaquim Xavier.
      Se você nos permitir gostaria de reproduzir o seu comentário na postagem, ok?
      Abraço.

      Excluir
    2. José Carlos Xavier de Oliveiraquinta-feira, setembro 04, 2014 12:09:00 AM

      Olá Licínio,

      Pode sim reproduzir meu comentário na postagem.

      Abraços

      José Carlos

      Excluir
  2. José Carlos Xavier de Oliveirasexta-feira, setembro 05, 2014 12:47:00 AM

    Oi Licínio
    Joaquim Xavier era tão bem quisto na cidade que os partidos políticos sempre queriam que ele fosse cabo eleitoral ou participasse da chapa a comcorrer. Viajava pelo interior em uma Kombi e eu também o acompanhava em suas aventuras. Distribuia os tradicionais santinhos e se precisasse fazia comício. Era extremamente simpático e só trabalhava para aqueles que ele acreditava ser um bom partido, caso contrário ficava "na sua". Era incapaz de desfazer dos adversários e ao contrário de muitos, ele os respeitava , tanto é que eu não me recordo de ele ter qualquer inimigo na cidade.
    Era também um pescador de carteirinha. Andava bastante para ir pescar no Rio São João. Era um prazer acompanhá-lo, porém o que mais me aborrecia eram os pernilongos. Naquela época eu ainda andava de calcas curtas e daí........não era nada fácil.
    Joaquim fez seu nome também dentro da prefeitura naquela época e além de vereador militou na direção da Câmara Municipal nos anos 50.
    Ele era também um comerciante impecável e em todas as "vendas" que ele teve, o sucesso aconteceu. Era a pessoa com quem o pitanguiense queria e gostava de fazer negócio. Era correto com tudo e com todos. Tenho muito orgulho dele e trago comigo muitos de seus ensinamentos que me ajudam a vencer na vida.
    Também era um homem elegante, sempre bem vestido em seus ternos bem cuidados. Estava sempre acompanhado de seu guarda-chuva ou guarda-sol como queiram, porque ele não suportava andar pela cidade com chuva ou fosse o sol "queimando a cabeça".
    Foi gerente do SAPS, se não me falha a memória a sigla era esta mesma. Era um comérciol governamental onde as pessoas podiam comprar mais barato. Eu mesmo ia ajudar a embrulhar e ali também aprendi muito a respeitar o próximo. Ele cobrava um atendimento sem distinção e fazia questão de agradecer a todos que ali compareciam para comprar.
    Licínio, são muitas histórias, e eu o conheci muito de perto. Só para terminar tenho a dizer que almoço e jantar em sua casa tinham hora marcadas. Ninguém assentava a mesa sem a sua presença e também não saída dela sem a sua permissão. O que você colocava no prato ele dizia que você deveria comer. Os lugares a mesa eram previamente marcados e posso dizer que ninguém se aborrecia com isso. Ele pregava a ordem e a educação com muita maestria e portanto o Joaquim Xavier, o meu avô merece de mim todo o carinho deste mundo. Mais uma vez agradeço a você e ao Blog pela oportunidade.José Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Carlos,
      seu depoimento é fantástico, além de demonstrar todo seu carinho por seu avô é um registro histórico relevante. Posso postá-lo também?
      Abraço.

      Excluir
    2. Oi Licínio,
      É claro que pode postar. Obrigado a você por tudo.
      Zé Carlos

      Excluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.