Seguidores

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

20 de novembro - Dia da Consciência Negra



dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, foi instituído oficialmente pela lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011. A data faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.


Apresentamos um discurso do nosso grande amigo Walmir Alcântara, o Bodô, que tem uma bela trajetória de vida e tão bem representa a raça negra. 
                       

                              20 de novembro feriado nacional

Seria esta a última necessidade da comunidade negra no Brasil? Com certeza não! Mais nos últimos anos estamos vivendo em nosso país, o racismo escancarado e talvez para muitos destes que são contras as políticas em reparação aos danos morais e matérias que o estado brasileiro aplicou na população negra, pensam que só falta os “pretos ter feriado” e por aí vai.

Mais os fatos estão aí, as conquistas estão sendo legitimadas e ao longo dos meus 38 anos, vejo uma revolução de conquistas para o povo negro brasileiro, e sabe qual? A da autonomia do sujeito, que se conquista com o conhecimento, como já dizia o mestre Paulo Freire, uma vez autônomo no pensamento você se torna uma pessoa livre. Assim também pensava o nosso libertador da América, Zumbi dos Palmares, é sabido por nós que as taxas de homicídios, doenças, desemprego ainda estamos liderando, daí a necessidade de avançar, terras quilombolas emperradas na burocracia brasileira, mais devido tanta dor que já passamos e ainda carregamos, prefiro olhar bem em frente, no avante negrada,sabedoria sempre foi a nossa arma.

Não sou muito ligado a datas, acho que foi devido à falta de heróis negros nestas comemorações, mais temos que juntos fortificar celebrações como o dia da consciência negra, pois foram árduas estas conquistas. Mais o interessante disso tudo é pensar que a exatamente há 10 anos, estava eu concluindo a minha graduação na história e relutando o que fazer, pois as políticas para estudante negro ainda eram precárias, continuei a buscar, demorou mais chegou, hoje já não carrego o banzo da áfrica, que parece que junto com nossa cultura ela nos enriquece, mais ao mesmo tempo nos dá um lugar do saudosismo, hoje é sabido por todos nos Negros em Movimento, que a África é do outro lado da rua, basta atravessá-la e verás(Cunha Jr.) 

O sentimento que fica é de entender que cada segundo das suas vidas deve ser guardado como experiência e resguardado na sua memória como já dizia Pierre Nora, isto para frente lhe dará segurança em que você se prestará a fazer. Este sentimento de sabedoria e a necessidade de troca, acaba gerando as nossas relações raciais, costumes, alegrias e dores, nesta pegada acabamos promovendo a nossa cultura afro-brasileira. Ora se o berço da humanidade é a África, logo o mundo é afrodescendente, pena que nós brasileiros muitas vezes nos negamos, mais a arte volta para afirmar, a música musa bate em nosso peito como um tambor de candomblé e o batuque que era da cozinha passou pela sala e voltou para o terreiro, uni-vos todos nós em prol da equidade racial.
Zumbi Vive! Salve o dia da nossa Consciência!

Valmir Alcântara –BodÔ
Músico percussionista/Arte Educador
História Uni BH/Mestrado Educação UFPB -Doutorando Educação –FAE/UFMG




A seguir, postamos um vídeo do grupo belorizontino, Berimbrown, que apresenta uma música mostrando a luta diária do negro no Brasil e a importância da valorização do dia 20 de novembro.






6 comentários:

  1. Ninguém deveria ser identificado pela sua cor, mas pelo seu nome, pelo seu comportamento, pela sua personalidade. É uma pena que até hoje ainda temos que convier com a ignorância de certas pessoas denegrindo o indivíduo negro. Vamos lutar para que esta questão não siga em frente e ao invés de depreciarem que se lembrem do trabalho braçal que os escravos fizeram aqui em nosso país e o que eles construiram. Precisamos mesmo é de agradecê-los
    Um grande abraço. Termino dizendo que tenho muito orgulho de meus amigos de cor negra e da minha mãe de leite Vanda que me alimentou quando criança. Zé Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. muito bem primo !! Essa semana , nosso projeto vai ter palestras nas escolas. Abrindo o Evento com parceria da OAB , no Forum as 19 horas .. E voltei ao passado....VANDA , conviveu com a gente anos. " Vovó " Matilde , Marilene que ajudou a nos criar ... OBRIGADA A TODOS .

      Angélica Xavier

      Excluir
  2. Boa postagem Dênio, sábias palavras Zé Carlos! Ressalto também a importância do legado cultural deixado pelos nossos irmãos negros: na gastronomia, na religião, na dança, na música no falar, influenciando a jeito batalhador do povo brasileiro!

    ResponderExcluir
  3. Bão demais, muita honra poder participar desse sucesso de Blog, salve Pitanguy, terra mais que querida !

    ResponderExcluir
  4. Olá Dênio.
    A postagem ficou muito bacana, pois, além de destacar a necessidade de se promover o debate sobre o negro no Brasil e sua luta por direitos, ainda, apresenta um texto de nosso grande Brother Bodô Alcantra, legítimo representante da consciência negra, um guerreiro. Aliás, tô precisando prosear contigo Bodô. Abração a todos.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.