Seguidores

sábado, 15 de novembro de 2014

IBGE nos 250 anos de Pitangui

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas - IBGE, em comemoração aos 250 anos de Pitangui, lançou um informativo a respeito da cidade.

Clique nas imagens para ampliá-las






4 comentários:

  1. Olá Dênio.
    Este material é muito interessante. Vamos ver se os órgãos oficiais nos níveis municipal, estadual e federal lembrarão de editar algum material comemorativo para os 300 anos.

    ResponderExcluir
  2. Reclamar de que?
    Ao me deter na leitura desta deste importante documento histórico que retrata Pitangui naquela data me pergunto: Reclamar de quê?

    Em todos os aspectos apontados, se se compararmos os dados levantados com os da atualidade, creio que só houveram melhorias. Por exemplo, dá pra imaginar gastar quase sete horas de trem de Pitangui a BH? De carro, mais de 03 horas? Já imaginou se Pitangui tivesse hoje somente dois atacadistas? Da pra imaginar Pitangui hoje com 96 professores e 2.107 alunos?

    Inimaginável Pitangui hoje sob o crivo das armas do Estado Brasileiro, subjugada, coitada, também Pitangui, como de resto estivera o Brasil inteiro, sob os pés dos militares. 1964.
    Inimáginável quantos “subversivos” pitanguienses foram caçados e aniquilados pelo governo central nas encostas dos morros de Pitangui, apontados por dedo de pitanguiense mesmo, a serviço da ditadura na cidade.

    Os dados foram muito bem coletados. Reproduzo:
    “as informações divulgadas neste trabalho foram, em sua maioria, fornecidas pelo Agente Municipal de Estatística de Pitangui, Elvécio Starling Diniz. Foram utilizados, também, dados dos arquivos de documentação municipal, da Diretoria de Documentação e divulgação do CNE, e de outros órgãos dos sistema estatístico nacional” .

    Viva a nossa história nos seus aspectos bons e ruins.
    Viva Pitangui.

    Geraldo Wagner Gonçalves
    Praça Antonio Fiúza

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela postagem deste interessante documento, que permite boas comparações entre o passado e o presente de Pitangui.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.