Seguidores

terça-feira, 4 de novembro de 2014

O Meteorito de Ibitira



Disponível em:http://www.meteoritosbrasileiros.webs.com/ibitira.html, acessado em 04/nov/2014.


Na segunda metade da década de 1950, um meteorito caiu na localidade de Ibitira, na região Centro-Oeste do estado de Minas Gerais. Márcio Teixeira (2009, p. 130-131), em seu livro "Arraial de Nossa Senhora da Abadia dos Monjolos", nos apresenta este acontecimento. Leia abaixo:


"No dia 30 de junho de 1957, aproximadamente às 15 h. 30 min., ouviu-se um barulho como um trovão e avistou-se uma enorme esteira luminosa no céu descendo em direção ao Oeste de Minas. Assim que soube do evento, o Centro de Estudos Astronômicos César Lates (sic) solicitou aos jornais regionais informações a todos que presenciaram o fenômeno, enviando circulares a todas prefeituras municipais em um raio de 100 km de Belo Horizonte, mas o objeto caiu um pouco mais longe. Era um objeto avermelhado com o rastro prateado, que caiu em uma fazenda, em Ibitira, e espalhou fragmentos pelos arredores. Dias depois um lavrador, ao apanhar lenha na capoeira, encontrou uma pedra estranha e a levou ao farmacêutico da localidade. Era um meteorito de cerca de 2,5 kg, até então desconhecido, com uma camada exterior de preto brilhante típica de alguns tipos acondritos.
A análise feita pelo Instituto Tecnológoco de BH não o classificou como meteorito. A publicação e o reconhecimento se deu em dezembro de 1957, no Meteoritical Bulletim nº 06.
O Ibitira é um único meteorito de extrema raridade. Por diversas particularidades, este meteorito é muito cogitado para os estudos científicos bem como para colecionadores. Quarenta anos após sua queda, o Ibitira foi vendido por uma grande quantia que foi investida em melhoramentos do Centro de Estudos Astronômicos César Lates (hoje CEAMIG), propiciando o reconhecimento e premiação do Centro na descoberta de novos asteróides. Alguns deles possivelmente iguais ao Ibitira. 
Quem sabe não sobrou algum fragmento do Ibitira em algum local próximo da queda?
Para maiores informações deste curioso assunto, damos o site de onde tiramos este capítulo:
www.meteoritos_brasileiros.kit.net/Ibitira.htm"

TEIXEIRA, Márcio Rodrigues. Arraial de Nossa Senhora da Abadia dos Monjolos. Belo Horizonte: Armazém de Ideias, 2009.



Disponível em:http://www.meteoritosbrasileiros.webs.com/ibitira.html, acessado em 04/nov./2014.

Buscando outras informações sobre este assunto na web encontramos registros que um sócio do Centro de Estudos Astronômicos César Lattes, que estava em viagem para Belo Horizonte presenciou o momento em que o meteorito entrou na atmosfera terrestre:

"O sócio se dirigia a Belo Horizonte quando teve sua atenção voltada para uma enorme esteira luminosa seguindo rumo oeste. Assim que soube do evento o Centro tomou imediatamente uma série de providências, solicitando aos jornais regionais informações a todos que presenciaram o fenômeno enviando circulares a todas as Prefeituras Municipais num raio de 100 km de Belo Horizonte.

Observadores de Belo Horizonte avistaram primeiro o bólido a uma altura de 50o, caindo em direção a Martinho Campos, parecendo ter explodido no ar. Pessoas a cerca de 160 km a sudeste do ponto final da trajetória viram que explodiu a apenas 5o do horizonte. Estima-se então que o bólido tenha explodido a cerca de 10 a 12 km da superfície.

Tendo-se em conta que a propagação sonora atinge apenas um raio de 100 km e visível a distâncias incalculáveis, os observadores do CEA César Lattes montaram uma base de operações em Sete Lagoas. Dali orientaram as pesquisas para a área de Martinho Campos, Papagaio e regiões vizinhas, onde se presumia ter caído o meteorito.[...]"

Disponível em:http://www.meteoritos.com.br/index.phpoption=com_content&view=article&id=50:o-meteorito-de-ibitira-um-exemplo-para-os-astronomos-amadores-do-brasil&catid=35:meteoritos brasileiros&Itemid=54, acessado em 04/nov./2014.



Abaixo, imagem do meteorito Ibitira:

Disponível em:http://www.meteoritosbrasileiros.webs.com/ibitira.html, acessado em 04/nov./2014.


Um comentário:

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.