Seguidores

domingo, 21 de dezembro de 2014

A fiscalização de Tasso Lopes Cançado

Hoje o rio Pará já não é tão piscoso como no passado, não só devido a crítica situação atual de suas minguadas águas, reflexo de uma escassez de chuvas nunca antes vista na região sudeste do país, mas como também da pesca predatória da qual o rio foi vítima. 

Arrastões e paris utilizados predatoriamente durante décadas reduziram drasticamente a oferta de pescado do maior afluente do rio São Francisco. Pari é uma armadilha montada com estacas de um barranco ao outro em um desnível de um curso d'água que obriga o peixe a passar por uma abertura que desemboca em um compartimento mais abaixo que não permite sua fuga. É muito comum em corredeiras. A tradição oral fala em paris no rio Pará que conseguiam encher um caminhão de peixes em uma única noite. 

Pari montado no Pontal, onde o São João deságua no Pará no mês de maio de 2013
Fonte:http://www.jcnoticias.com.br/index.php?Conteudo=detalhes&Tipo=policial&Codigo=24152&Ini=&Pagina=01

Pari montado no rio Pará na década de 50 - Fonte: acervo pessoal de Tasso Lopes Cançado

No passado, para fazer frente a esta atitude criminosa o Ministério e a Secretaria de Agricultura criaram a figura do fiscal de caça e pesca que tinha por objetivo reprimir o delito e autuar quem não cumprisse a lei. Em Pitangui, durante as décadas de 50 e 60 do século passado este cargo foi ocupado por Tasso Lopes Cançado, o Tasso Bila. Em postagem do último dia 18 de setembro, Dênio Caldas nos apresenta recortes do jornal Município de Pitangui de 26 de dezembro de 1965 onde Tasso comunica aos interessados que sua pessoa era responsável por todo o serviço de fiscalização na região de Pitangui. Link: http://www.daquidepitangui.blogspot.com.br/2014/09/municipio-de-pitangui-dezembro-1965.html

Recorte da edição de 26/12/65 do jornal Município de Pitangui

Carteira funcional de Tasso Lopes cançado

Tasso (ao fundo de bigode) no momento da autuação de um pescador 
Fonte: acervo pessoal de Tasso Lopes Cançado

É perceptível a cara de insatisfação do autuado (a esquerda) 
Fonte: acervo pessoal de Tasso Lopes Cançado

Vandeir Santos







4 comentários:

  1. Bacana demais, Vandeir! Seus garimpos são ótimos!

    ResponderExcluir
  2. Bela postagem Vandeir.
    É interessante observar na última foto a presença de um militar, de pé, acompanhando o fiscal.

    ResponderExcluir
  3. E o Tasso,
    embora já velhinho
    tá fortaço,
    e não tá sozinho...

    Paulo Miranda

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.