Seguidores

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

O Carnaval de 2008



Revirando nossos arquivos encontramos imagens de um bonito e divertido carnaval de Pitangui, no ano de 2008. O evento foi idealizado pela Secretaria de Cultura da época e contou com a participação de diversos segmentos culturais da cidade.


Em um passeio noturno, a pé pela cidade naquele carnaval, a primeira percepção foi sonora, ao escutar de longe a bateria que vinha ao descendo a ladeira. E aos poucos o som ficava mais nítido e outros sons se misturavam aos tambores da charanga. Eram berimbaus, agogôs e pandeiros que marcavam o ritmo da capoeira.


A segunda percepção foi visual, ao encontrarmos com o cortejo carnavalesco nas proximidades da praça da Câmara em um animado desfile.


Era uma junção de cores, sons, ritmos, tradições e culturas. Tudo junto e misturado em um espaço democrático: as ruas de Pitangui.


E o bloco ia  descendo a ladeira...


Entre pausas e evoluções mais gente se aproximava e seguia junto, descendo o morro dessa cidade, desse Pitangui.



Naquela noite do carnaval de 2008 relembramos de um passado recente, quando muitos blocos desfilavam pelas ruas de Pitangui, fazendo a alegria das pessoas de todas as idades.

Na praça da estação, antiga rodoviária, lugar de partidas e chegadas o povo (pitanguienses e visitantes) se aglomerou e ao som da Lira Viriato Bahia (que se juntou ao cortejo), dançou, sambou, cantou e celebrou uma tradição - era carnaval.

 ... e pelo que se sabe por essas bandas, foi a última vez que a Unidos de São Francisco saiu pelas ruas no carnaval de Pitangui.


O que ouve-se na cidade é que este ano vai ter carnaval de rua. Tomara que seja ao melhor estilo, do jeito que manda o figurino - com confete, serpentina, fantasias de palhaço, pierrô, colombina, pirata, super herói, saci perêrê, índio e curupira, com marchinha, música ao vivo e muita criatividade - como uma cidade tricentenária merece.


Daqui de Pitangui, vamos fazendo a nossa parte e, acrescentando um pouco de história, irreverência e tradição, faremos a 7ª Lavagem do Bandeirante, no domingo de carnaval, à tarde lá na Penha. Todos, sem exceção estão convidados.

Ah, patrocínio, apoio cultural e ajuda também são muito bem vindos! O evento é coletivo e o espaço está aberto para uma festa familiar de paz e alegria nestes 300 + 1.

 Carnaval de 2008. Fotos: Léo Morato.

2 comentários:

  1. A manifestação espontânea
    de nossa laboriosa gente
    referencial coletânea
    prum carnaval mais caliente

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post, Leo! Muito bacana poder ver fotos que embora feitas em um ano não tão distante (tá logo ali o 2008), retratam aspectos importantes da história e da memória da cidade. É possível ver que muita coisa mudou nos cenários desde então. Tomara que não mude a presença da banda, do povo, das músicas e da tradição.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.