Seguidores

domingo, 20 de março de 2016

Nas lentes de Hélio Campos

Quarto neto do casal Ignácio/Joaquina do Pompéu, o Dr. Helio Campos nasceu em Pitangui no dia 29/09/1913, sendo o terceiro filho do casal Inácio de Oliveira Campos e Etelvina Mourão. Após terminar o estudo secundário em Barbacena se prepara para as provas de Medicina mas a três meses da prova muda de ideia e resolve fazer Direito ciência na qual se forma na década de 1930. O escritório funcionava na parte de baixo da casa da rua Padre Belchior onde hoje funciona o consultório odontológico do Dr. Waldir Amaral, sendo sua residência na parte de cima. Na década de 1950 se casa com Ana Fiúza Campos com a qual teve 4 filhos. Nessa época também se dedica a vida pública exercendo um mandato como vereador.

Em fevereiro de 1962 se muda com a família para Belo Horizonte onde inicia suas atividades na Federação do Comércio, posteriormente acumula também um cargo de Diretor na Metamig. Mais tarde é designado como Diretor Regional do SESC e termina sua vida profissional aos 80 anos atuando novamente na Federação do Comércio.

Quando em Pitangui Hélio Campos se aliviava das tensões do dia a dia de duas formas, a primeira era a manutenção de sua fazenda, que embora não fosse rentável lhe era bastante prazeirosa, e a segunda que era a fotografia. De posse de uma Rolleiflex registrou diversos momentos da vida pessoal e do cotidiano pitanguiense. Esse importante acervo hoje se encontra sob os cuidados do seu filho mais velho, o médico Dr. Fábio de Campos, o qual muito gentilmente nos permitiu copiar as fotos abaixo.

Dr. Hélio Campos - Fonte: Acervo da família









Vandeir Santos



4 comentários:

  1. Co´o legado que nos deixou
    Dr Campos fez história
    que publicado, passou
    a parte de nossa História

    ResponderExcluir
  2. Excelente reportagem. Parabéns duplamente, ou seja, pela postagem e pelo seu aniversário no dia de hoje (21). Muito sucesso e muita força para continuar buscando a verdade em seu trabalho. Felicidades sempre. Abraços. Zé Carlos

    ResponderExcluir
  3. Pesquisa interessante, Vandeir! Não identifiquei o local da 6ª foto (3ª de baixo para cima). Onde fica/ficava este casarão? Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Não foi mencionado o dia e ano de seu falecimento. Seu nome consta no livro "Dona Joaquina de Pompéu"(1956), de Coriolano Pinto Ribeiro e Jacinto Guimarães.Pagina 371.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar nossa postagem. Ah... não se esqueça de se identificar.